O defesa central Kiko Zarabi não chegou a acordo para a renovação de contrato com o Sporting da Covilhã e está de saída do emblema da II Liga portuguesa de futebol.

"Não chegámos a acordo. Eu tenho objetivos, o presidente também. Foi feita uma proposta que não me convenceu. Cada um procura o melhor para si e agradeço ao presidente, que sempre foi correto comigo", adiantou hoje o defesa, em declarações à agência Lusa.

O central, de 35 anos, chegou ao clube serrano há quatro temporadas e sublinha ainda não saber qual o seu futuro, nem se passa pelo estrangeiro ou por Portugal.

"Ainda não sei qual o meu futuro. Para já, está tudo parado e também ainda não se sabe que não continuo no Covilhã. Vou analisar as possibilidades e decidir o que é melhor", frisa o luso-argelino.

Kheireddine Zarabi, que conta com passagens pelo Belenenses, Vitória de Setúbal, Leixões, Arouca e União da Madeira, diz ter passado no Sporting da Covilhã os melhores anos em que jogou no país.

"Estes quatro anos foram os melhores anos que joguei em Portugal e o clube em Portugal onde estive mais tempo. Levo boas recordações da Covilhã e do clube. Nunca me faltou nada, sempre me senti respeitado e eu também sempre dei tudo, mas o futebol é assim, hoje estamos aqui, amanhã ali", acrescenta Kiko Zarabi.

O defesa central, formado no Kouba (Argélia), representou os "leões da serra" entre 2016 e 2020. Esta temporada, suspensa após a 24.ª jornada, alinhou em 19 partidas ao serviço dos serranos e marcou dois golos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.