Leixões e Sporting da Covilhã empataram hoje 0-0, em Matosinhos, num jogo da 22.ª jornada da II Liga de futebol com algumas oportunidades e no qual os guarda-redes foram determinantes.

O Sporting da Covilhã, na primeira metade da classificação, tinha mais a perder, mas entrou cauteloso, apostando numa posse segura, com muitas lateralizações e pouca baliza, concorrendo para o ritmo baixo e o jogo desinteressante que durou a primeira hora.

O Leixões foi mais dominador nesta fase, mas pouco contribuiu para a melhoria da qualidade, bastando o reforço Joca [cedido pelo Rio Ave], em estreia na equipa, ter mais bola para o jogo da equipa ganhar velocidade e alguma animação.

O serrano Tiago Moreira protagonizou o primeiro remate enquadrado, aos 27 minutos, respondendo os locais por Joca (33), André Claro (33) e Amine (36), este último isolado pelo inevitável Joca, mas Carlos Henriques negou o golo com uma grande defesa.

A formação orientada por Daúto Faquirá entrou mais determinada na segunda parte e conseguiu várias aproximações à baliza de Stefanovic, guarda-redes que teve de se aplicar para segurar o empate, com destaque para a extraordinária defesa a remate de Rodrigo Martins, aos 59 minutos.

O avançado do Sporting da Covilhã teve participação direta nos melhores lances ofensivos da equipa, mas o resultado não sofreu alterações.

Com este empate, o Covilhã subiu provisoriamente ao sétimo lugar, com os mesmos 32 pontos da Académica, enquanto o Leixões isolou-se, também de forma provisória, no 10.º posto, com 29.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.