Esta segunda-feira, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) pediu ao Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para abrir um processo de inquérito à SAD do Feirense.

A decisão da Liga surge na sequência de uma notícia avançada pelo jornal 'Público' que dava conta de o líder da SAD do Feirense, Kunle Soname, é dono da Bet9ja, uma plataforma africana de apostas desportivas, sendo que esta incompatibilidade não teria sido detetada pelos organismos competentes.

O referido jornal esclarece que Kunle Soname é dono de 70% da SAD do Feirense desde 2015, "apesar de a lei portuguesa proibir expressamente, desde 2017, que elementos ligados a empresas de apostas desempenhem cargos de administração ou gestão em sociedades desportivas".

Em comunicado, a Liga admite não ter conhecimento da situação e pede assim a abertura do inquérito.

"Confrontada com a notícia do jornal Público, na edição desta segunda-feira, dia 3 de agosto de 2020, a Liga Portugal informa não ter conhecimento que qualquer membro dos Órgãos Sociais da SAD do CD Feirense seja proprietário de uma casa de apostas na Nigéria ou noutro lugar. Mais esclarece a Liga Portugal que o CD Feirense, segundo as participações qualificadas nas Sociedades Desportivas, publicadas nos termos da Lei no site da Liga Portugal, declarou que a sua SAD pertence em 29,82% ao clube fundador e 70 % é da Travistock Global Resource, Lda., empresa cujo capital é dividido em duas parcelas. Uma de 80% é detida pelo Sr. Adebayo Tejuoso, e os restantes 20% pelo Sr. Fuad Akinsanuya, segundo a certidão entregue pelo CD Feirense, para os efeitos no disposto do ponto 5 dos Critérios Legais dos Pressupostos de Natureza Financeira, para a época 2020-21", pode ler-se no comunicado.

"Neste âmbito, e por desconhecer a existência de qualquer tipo de incompatibilidade associada a qualquer órgão social da administração da SAD, a Liga Portugal irá solicitar, de imediato, ao Conselho de Disciplina da FPF a abertura de um processo de inquérito para averiguar se existe qualquer matéria relevante do ponto de vista disciplinar", concluiu a Liga de Clubes.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.