O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) aceitou a providência cautelar pedida pelo Olhanense relativamente às decisões do Campeonato de Portugal esta temporada e as subidas de Vizela e Arouca encontram-se, para já, suspensas enquanto a ação estiver em análise.

“O Tribunal Arbitral do Desporto decidiu esta segunda-feira à noite decretar a providência cautelar de suspensão da eficácia da decisão de indicar para ascender à LigaPro, na época 2019/20, os clubes FC Vizela e FC Arouca”, confirmou a FFP em comunicado divulgado no seu sítio oficial.

No mesmo comuncado, a Federação Portuguesa de Futebol salienta que "continua a defender o critério objetivo do mérito desportivo e as soluções que mais garantem a estabilidade e previsibilidade na organização das competições", acrescentando que irá analisar esta decisão e ponderar sobre soluções a adotar, incluindo a de interpor recurso desta decisão para o tribunal administrativo competente".

Com esta providência cautelar, os quadros competitivos de todas as provas em que as equipas envolvidas participam ficam congelados. Recorde-se que, aquando da interrupção do Campeonato de Portugal devido à COVID-19 e da decisão de não retomar a prova, foram decretadas as subidas de Vizela e Arouca, as equipas que mais pontos somavam entre os líderes das quatro séries da competição. Uma decisão que não agradou à Olhanense e a Praiense, equipas que lideravam as outras duas séries da prova.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.