Depois de ver confirmado o regresso à I Liga, o Nacional da Madeira fez a festa da 'subida' em pleno relvado do estádio da Madeira mas, claro, mantendo a distância de segurança e com máscaras.

Jogadores, equipa técnica e dirigentes, tiveram oportunidade de abrir uma garrafa de champanhe ao som de 'We are the champions', com o presidente Rui Alves a dar o pontapé de saída nas celebrações. Também o técnico do conjunto insular, Luís Freire, falou no relvado a todos os presentes, aproveitando para agradecer aos adeptos o apoio prestado ao longo do tempo que a temporada durou, atribuindo depois o mérito da subida ao "compromisso e qualidade dos jogadores".

Houve ainda tempo para algumas palavras do veterano Rúben Micael, antigo internacional português que esta temporada, aos 33 anos, havia regressado ao Nacional e que  referiu que esta temporada o fez recordar a época de 2010/11 em que se ganhou quase tudo o que havia para ganhar no FC Porto de André Villas-Boas, salientando depois que, mesmo que jogassem o que faltava da prova, o clube iria terminar em primeiro lugar.

Veja como foi a festa do Nacional

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.