O antigo selecionador de Angola, Romeu Filemon, apelou aos atletas da seleção africana a dominarem com rigor a disciplina táctica durante os jogos no CHAN do Marrocos, se quiserem cumprir com o objetivo de pelo menos atingir os quartos de final.

Falando à Angop sobre a participação dos 'Palancas Negras' nesta competição africana reservada aos jogadores que atuam nos seus respectivos países, Filemon espera uma boa prova para os angolanos mas o conjunto terá de redobrar esforços, saber combinar a cultura táctica com talento individual para poder atingir a fase seguinte.

Para si, os atletas terão de se entrosar bem com esquema táctico e técnico do treinador, procurando dar uma resposta coesa na defesa e com saídas objectivas para o ataque, com vista a surpreender os adversários.

O antigo técnico de Angola salientou que esta ia ser uma missão complicada, porquanto o conjunto enfrentará opositores experimentados, como Burkina Faso, Congo Brazzaville e Camarões, onde todo esforço e rigor será necessário para alcançar resultados que facilitem o apuramento próxima fase.

“A equipa nacional passou por várias alterações atípicas, desde o falhanço do estágio pré-competitivo, o arranque tardio da preparação, a ausência dos jogadores do 1º de Agosto, juntando a isso o novo treinador, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que não fala português, mas no futebol tudo é possível, principalmente se atuarem com determinação”, enumerou.

No CHAN, a decorrer de 13 de janeiro a 4 de fevereiro, Angola faz parte do grupo D, ao lado do Burkina Faso, adversário de estreia, Camarões e Congo Brazzaville.

Esta é a terceira presença de Angola nesta competição, depois do Sudão/2011, onde foi finalista derrotado, e Rwanda/2016 (afastada na fase de grupos).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.