Bernardo Silva revelou esta segunda-feira, num direto no Instagram com a BRFootball, de quem partiu a ideia de dar metade do prémio pelo apuramento para o Euro 2020 a um fundo criado pela Federação para ajudar os clubes não profissionais nesta fase da pandemia da COVID-19.

"O Cristiano Ronaldo é muito tranquilo e está sempre pronto a ajudar. Foi ideia dele agora doarmos dinheiro para ajudar os clubes não profissionais. Os jogadores da seleção portuguesa vão dar metade do prémio pelo apuramento para o Euro 2020 e foi ele que teve essa ideia", revelou o jogador do Manchester City.

Em comunicado, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) revelou esta segunda-feira que “os jogadores da seleção, a equipa técnica, os dirigentes de topo da FPF e o ‘staff’ da equipa nacional decidiram ceder metade do prémio de qualificação para o Euro2020 ­ao fundo criado para auxiliar o futebol amador”.

“A verba reforçará o fundo de apoio às competições criado pela FPF e que prevê a distribuição de 4,7 milhões de euros às associações distritais e clubes de futebol não profissional, para que jogadores e treinadores possam ser apoiados até ao final da época 2019/20”, detalha o organismo.

O Campeonato de Portugal [terceiro escalão do futebol nacional] e as restantes competições seniores não profissionais foram canceladas na quarta-feira, depois de os campeonatos de futebol e futsal dos escalões de formação terem tido o mesmo desfecho, numa decisão tomada em 27 de março último, devido ao estado de emergência provocado pelo novo coronavírus.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.