Portugal venceu o Egito por 2-1 em jogo de preparação para o Mundial2018. Mohamed Salah, estrela dos 'Faraós', marcou mas, nos descontos, Cristiano Ronaldo deu a volta ao encontro com dois golos em dois minutos, após centros de Quaresma. Apesar da vitória, Portugal precisa de mostrar muito mais no próximo verão, na Rússia.

O jogo era amigável mas os holofotes estavam centrados em dois jogadores. Cristiano Ronaldo e Mohamed Salah, as 'estrelas maiores' das duas seleções', centravam as atenções no Estádio Letzigrund, em Zurique, onde 19.869 espectadores esperavam ver bom futebol, principalmente dos dois craques. É que Mohamed Salah, Melhor Jogador Africano do Ano, chegava a este jogo com 37 golos marcado esta tempoada, contra... 36 de Cristiano Ronaldo, Melhor Jogador do Mundo.

Apesar de não contar muito, são nestes jogos que os técnicos testam soluções antes dos grandes embates. Portugal e Egito vão estar no Mundial2018 no próximo verão na Rússia e, sendo esta a última data FIFA para amigáveis antes do fim da época, é natural que os dois treinadores tenham observado jogadores que podem integrar a lista final dos 23. Foi por isso que Fernando Santos deu a titularidade a Rolando (voltou à seleção, quatro anos depois, último jogo foi a 5 de março de 2014 frente aos Camarões), a Rúben Neves no meio e a baliza ficou a cargo de Beto.

Numa altura crucial da época para os jogadores, envolvidos em diferentes frentes pelos seus clubes, estes jogos amigáveis nem sempre são bem-vistos pelos técnicos e jogadores. Não há nada em disputa, pelo que é difícil vê-los a colocar tanta intensidade em campo. E foi isso que se viu. Nos primeiros 45 minutos, Beto foi chamado a intervir uma vez, aos oito minutos, para negar o golo a El Said após assistência de Hassan Koka, jogador do SC Braga. No outro lado, aos 27 minutos, foi Ronaldo a estar perto do golo num livre indireto, mas a remate bateu nas pernas de um contrário.

A maior parte dos 19.869 espectadores ainda gritaram golo aos 42 minutos quando Rolando colocou a bola no fundo da baliza de Mohamed El Shenawy mas o árbitro anulou o golo, confirmado depois pelo vídeo-árbitro.

Um jogo morno, de intensidade baixa, teriam de ser as estrelas a 'puxar' pelos colegas. Aos 55 minutos, Mohamed Salah confirmou o grande momento que atravessa e fez o 1-0, num remate de primeira, colocado, de fora da área, batendo Beto pela primeira vez. Uma jogada que nasceu da deficiência ocupação do espaço por parte da defensiva lusa, que deu demasiado espaço à estrela egípcia.

Fernando Santos tentou mudar o rumo dos acontecimentos, lançanado André Gomes, Gelson Martins e Quaresma, nos lugares de Bernardo Silva, João Moutinho e João Mário e, mais tarde, Gonçalo Guedes e Bruno Fernandes nos postos de Rúben Neves e André Silva. A verdade é que nada mudou no jogo. Quaresma ainda teve uma boa oportunidade aos 73 minutos mas o seu remate saiu à figura do guarda-redes egípcio. Nos descontos, El Shenawy negou o empate a Bruno Fernandes e a Gelson Martins.

Quando já se esperava a vitória dos 'Faraós', aos 93 minutos, um centro de Quaresma  encontrou Cristiano Ronaldo solto na área. O Melhor Jogador do Mundo subiu mais alto e cabeceou para o 1-1, com El Shenawy ainda a tocar na bola.

Um golo que acordou Portugal que chegou a vitória aos 95 minutos, graças ao vídeo-árbitro. Um livre de Quaresma voltou a encontrar a cabeça de Cristiano Ronaldo na área. O árbitro começou por anular o golo, por indicação do árbitro auxiliar que marcou fora-de-jogo (inexistente) mas o VAR entrou em ação e confirmou o tento de CR7 e a vitória de Portugal.

Uma noite salva pelo faro de golo de Cristiano Ronaldo, que assim bisa no jogo 900 na carreira (ou 902, se juntarmos dois pelo Sporting B).

Do lado dos africanos, Hassan foi titular, Shikabala (ex-Sporting) entrou no segundo tempo, tal como Amr Warda, ex-jogador do Feirense.

Ao terceiro jogo, o Egito consegue marcar um golo a Portugal mas ainda não foi desta que ganhou. Apesar da vitória tardia, Fernando Santos ainda tem muito trabalho pela frente.

Depois destes, Portugal já tem agendados mais três jogos de preparação para o Mundial, em 28 de maio, com a Tunísia, em Braga, em 02 de junho, na Bélgica, e em 07 de junho, com a Argélia, em solo luso. No Mundial, a decorrer entre 14 de junho e 15 de julho, na Rússia, Portugal integra o grupo B, juntamente com Espanha, Irão, de Carlos Queiroz, e Marrocos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.