Danny reiterou hoje a sua total disponibilidade para ajudar a Seleção de Portugal, seja em que posição for nas opções do selecionador Fernando Santos.

"Não sei se vou jogar [com a França], essa pergunta é para o treinador. Estou cá com vontade de jogar e ajudar. Vou treinar para poder ser opção, não só nesta convocatória, mas também noutras. Quero mostrar que posso fazer muitas coisas boas pela seleção", declarou o médio ofensivo em conferência de imprensa realizada esta tarde, em Óbidos.

O jogador do Zenit S. Petersburgo assumiu também sentir-se "mais confiante" e apto para responder às instruções de Fernando Santos. "Qualquer jogador que joga no ataque pode fazer essas posições. É verdade que tenho jogado numa zona que gosto bastante de jogar, mas se tiver de jogar à esquerda, à direita ou mais a médio vou dar o meu melhor", sublinhou.

Paralelamente, o internacional português de 31 anos enalteceu a mistura de juventude e experiência nesta convocatória de Fernando Santos para os jogos com a França e a Dinamarca. "Se é correto ou não, não sei. É verdade que houve regressos e temos jovens jogadores mas já consagrados no futebol europeu e com bastante qualidade. É sempre bom ter um equilíbrio", concluiu.

Portugal defronta a França este sábado, em Paris, e desloca-se a Copenhaga na terça-feira para o embate com a Dinamarca.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.