Fernando Santos não gostou de uma pergunta sobre as entradas de Portugal nas competições. Questionado sobre a lentidão de Portugal nos arranques das competições, o selecionador nacional recordou que os lusos são campeões da Europa e que apenas sofreram duas derrotas nos últimos jogos.

"Portugal entra sempre devagarinho? Não sei quantos jogos tenho ao serviço da seleção mas só temos duas derrotas. Temos de valorizar o que estes jogadores têm feito. Somos campeões da Europa. Portugal é uma equipa fortíssima. Não temos medo de jogar contra ninguém. Agora [a Liga das Nações] é uma competição de 'mata-mata', não há outra opção. Não há qualificação nem fase de grupos. Esta prova tem, aí sim eu percebo, um cariz diferente. Temos de estar muito bem preparados para isso. Não vale a pena falarmos da Inglaterra ou Holanda, porque não nos interessa para nada se não vencermos a Suíça. Temos de entrar em campo para ganhar e conhecer bem o adversário", lembrou.

Sobre o ambiente à volta da prova, Fernando Santos tem uma certeza: Portugal vai ter muito apoio. Se será igual a do Euro2004, já é algo diferente até porque são provas diferentes e em 2004 o país foi acreditando no título à medida que Portugal ia vencendo os jogos.

"Estava cá e foi um movimento de crescimento. São uma sequência de jogos, fomos passando e foi crescendo. Há uma coisa que estou convicto, é que vamos ter um apoio incondicional no Porto de todos os portugueses. Não tenho dúvidas que vamos ter um público fantástico.

Portugal começou a preparar a final-four da Liga das Nações, num treino com 15 jogadores.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.