O selecionador Fernando Santos afirmou hoje que Portugal tem uma "pressão positiva e motivadora" por jogar a final da Liga das Nações de futebol em casa, frente à Holanda, uma equipa de "grande qualidade".

"Não há pressão. Os nossos jogadores estão habituados a jogar nos melhores campeonatos, na Liga dos Campeões, em meias-finais e finais. Há sim uma pressão positiva e motivadora de dar uma alegria ao novo povo. Vai ser um jogo tremendo e acredito que vamos ganhar", afirmou Fernando Santos.

O selecionador português falava aos jornalistas na conferência de imprensa de antevisão da final de domingo, no Estádio do Dragão, no Porto.

"A Holanda tem crescido muito nos últimos anos, no sentido de recuperação. O futebol holandês tem grande capacidade e esta equipa holandesa tem grande qualidade. Mas Portugal já não tem só a ambição de sonhar, tem a ambição de ganhar", disse o técnico de 64 anos.

Fernando Santos, que durante a conferência de imprensa foi várias vezes questionado sobre as capacidades de Cristiano Ronaldo aos 34 anos, enalteceu o profissionalismo do avançado português, que deverá continuar a atuar ao mais alto nível "ainda durante alguns anos".

"É um futebolista de classe. Tem uma vida ‘top’, em que, com determinação e profissionalismo, tenta sempre estar bem fisicamente. O Cristiano vai continuar a dar alegrias durante mais algum tempo", referiu.

Questionado sobre se um triunfo na Liga das Nações poderá aumentar a confiança da sua equipa nos restantes e nos decisivos jogos de apuramento para o Euro2020, em que Portugal está para já fora dos lugares de acesso, Fernando Santos admitiu que só pensa na final com a Holanda.

"Em setembro lá pensarei nisso. Quero é ganhar amanhã [domingo] e dar uma alegria enorme ao povo. Esta prova não tem nada a ver com o apuramento", concluiu.

O Portugal-Holanda está agendado para as 19:45 e vai ter arbitragem do espanhol Undiano Mallenco.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.