O jornal 'Record' publicou esta sexta-feira uma entrevista ao treinador português em que este 'avisa' a seleção nacional do que pode encontrar esta noite no jogo frente à Ucrânia.

"A identidade da seleção ucraniana tem vindo a mudar. Estas equipas estavam muito agarradas à escola de Lobanovskiy, eram muito defensivas e de contra-ataque. Shevchenko tem dado outras nuances. É uma equipa que procura jogar, ter a bola, tenta estar no meio-campo ofensivo e defender longe da sua baliza. Depois tem jogadores do ponto de vista individual muito fortes e isso pode trazer emoção ao jogo", começa por referir o técnico do Shakhtar Donetsk.

Paulo Fonseca avisa ainda que este vai ser um jogo de grande importância para a seleção ucraniana, o que pode provocar alguns dificuldades aos homens de Fernando Santos.

"Existe grande expectativa. Consideram Portugal uma equipa fortíssima e para eles é um grande teste. Fizeram excelentes jogos nos últimos tempos e querem perceber contra Portugal até que ponto conseguem ombrear com as grandes seleções europeias. Estão extremamente motivados e vão com grande ambição. É uma equipa jovem, que está a ser renovada", afirma.

Por fim, o treinador dos ucranianos do Shakhtar Donetsk aponta aos principais 'perigos' da equipa de Shevchenko .  "A qualidade individual de Marlos, Júnior Moraes, Konoplyanka, entre outros. A Ucrânia está recheada de jovens jogadores com grande talento que vão ser o futuro deste país. Os da frente têm grande qualidade técnica", sublinha.

O Portugal-Ucrânia tem início agendado para as 19:45 e terá arbitragem do francês Clément Turpin.

A seleção nacional vai disputar o grupo B de apuramento, que inclui ainda Sérvia, adversário na próxima segunda-feira, igualmente na Luz, Lituânia e Luxemburgo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.