À margem do estágio da seleção, Daniel Podence revelou-se feliz e aliviado pelo acordo alcançado entre Olympiacos e Sporting, com os leões a receberem sete milhões ao clube de Alvalade:

"(...) é o culminar de um processo desgastante. Estou muito feliz pelo acordo entre os dois clubes, o Sporting vai ganhar um bom dinheiro por mim. Estou aliviado por tudo ter terminado bem", comentou.

Questionado se esta podia ser já é a sua melhor época depois da qualificação para a fase de grupos da 'Champions' pelo clube grego e pela chamada à seleção, o avançado concorda, no entanto alerta que "o que interessa é o final".

Abordando o jogo contra a Sérvia, Daniel Podence considera que o adversário de Portugal é um adversário forte, com "jogadores mundialmente conhecidos, num ambiente que não vai ser fácil", mas que Portugal joga "sempre com o objetivo de ganhar, e que não é por ser a Sérvia que não o vamos fazer."

O jogador do Olympiacos revela estar pronto para cumprir o que Fernando Santos lhe pedir, considerando que pode acrescentar "verticalidade, fantasia e um jogo muito de linha" à seleção nacional.

Sobre a recepção na equipa das 'quinas', o antigo jogador do Sporting revelou que Cristiano Ronaldo foi importante na sua integração, num grupo que o acolheu da melhor, mas ainda não o 'praxou': "(...) eles podem ter-se esquecido (risos), mas agora podem lembrar-se ", finalizou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.