Cristiano Ronaldo pode fazer esta segunda-feira, frente ao Ucrânia, e chegar ao golo 700 na carreira. O internacional português já é uma lenda do futebol mundial mas quer estender o seu legado e bater todos os recordes possíveis. O próximo é o de máximo goleador de uma seleção: leva 96 com a camisola de Portugal, o recorde é do iraniano Ali Daei, que marcou 109.

E como hoje o craque português poderá fazer história em Kiev, o jornal 'A Bola' fez, na sua edição desta segunda-feira, o levantamento de várias curiosidades à volta dos 699 golos de Cristiano Ronaldo: 594 deles foram dentro da área, com a curiosidade de 112 serem de grande penalidade. De fora da área marcou 105, sendo que 55 deles foram de livre direto.

Esta 'máquina de fazer golos' começou a ser 'oleada' a 7 de outubro de 2003, com apenas 17 anos e oito meses. Nesse jogo com a camisola do Sporting, o seu clube de formação, CR7 apontou o segundo e o terceiro golo dos 'leões' na vitória por 3-0 frente ao Moreirense, na 6.ª jornada da Liga.

Sevilha é a principal vítima. Os andaluzes sofreram 27 golos de Cristiano Ronaldo quando o português esteve no Real Madrid. Segue-se o Atlético Madrid, a quem CR7 marcou 25 golos, menos dois que o Getafe, a terceira vítima preferida. O Barcelona é o quinto na lista-os 'culés´sofreram 18 golos do internacional português. Em jogos de seleções, Letónia, Arménia, Suécia e Andorra repartem a liderança de principais vítimas do português (cinco golos).

Em sentido contrário, há equipas a quem Cristiano Ronaldo nunca marcou. A lista é encabeçada pelo Benfica, que não sofreu qualquer golo do craque nas cinco ocasiões em que se encontraram. Seguem Albânia, Alemanha, França e Lille, que enfrentaram CR7 em quatro ocasiões e não sofreram golos do craque.

Distribuindo os golos por competições, a maior fatia fica na Liga Espanhola, onde CR7 marco 311 dos 699 tentos que leva na carreira. Seguem a Liga dos Campeões, onde é o melhor marcador de sempre da prova, com 127 golos. A Premier League aparece no terceiro posto de provas onde mais golos marcou (83), seguido das eliminatórias para campeonatos do Mundo, onde marcou 30 golos.

Em duas ocasiões fez cinco golos num jogo; marcou quatro de uma só vez em oito partidas. Leva 44 hat-tricks, 122 bis. A nível de equipas, 450 os golos foram marcados com a camisola do Real Madrid, 118 pelo Manchester United, 32 pela Juventus, cinco pelo Sporting. Na seleção marcou 94.

Hoje, se marcar a Ucrânia, juntará mais uma equipa na sua extensa lista de vítimas e chegará aos 700 golos na carreira (não contam os que marcou pela equipa B do Sporting)

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.