Cristiano Ronaldo, o "quebra-recordes," prepara-se para entrar, mais uma vez, na história do futebol europeu.

O internacional português está a um golo de se tornar no melhor marcador da história dos europeus, contando com qualificações e fases finais.

O avançado da seleção lusa soma 22 golos, os mesmos do turco Hakan Sukur e do dinamarquês Jon Dahl Tomasson, jogadores que já “penduraram” as chuteiras.

Com Sukur e Tomasson já retirados, apenas o irlandês Robbie Keane poderá ameaçar a marca de Ronaldo. O avançado de 34 anos fez um hat-trick no encontro que a Irlanda venceu por 7-0 a frágil seleção de Gibraltar, pelo que está a apenas a um tento do português.

CR7 é também o melhor marcador de sempre da seleção portuguesa, com 51 golos em 116 internacionalizações pela seleção principal das quinas.

Seis dos 22 golos de Cristiano Ronaldo foram apontados em fases finais de europeus (dois em 2004, um em 2008 e três em 2012). O número sete da seleção portuguesa só perde para o francês Michel Platini (nove) e para o inglês Alan Shearer (sete). O português Nuno Gomes, os holandeses Patrick Kluivert e Ruud van Nistelrooy e o gaulês Thierry Henry também marcaram seis golos em fases finais de europeus.

Se tivermos apenas em conta os jogos de qualificação, aí reina Robbie Keane. O avançado irlandês do LA Galaxy, da Major Soccer League dos EUA, marcou todos os seus golos em fases de qualificação: cinco em 2000, dois em 2004, quatro em 2008, sete em 2012 e três nesta fase para 2016. Sukur tem 20, Tomasson 19, Jan Koller (da República Checa) e Raul Gonzalez têm ambos 18. CR7 leva 16 golos em fases de qualificação para campeonatos da Europa.

Com 29 anos, e num momento de forma invejável, Cristiano Ronaldo tem todas as condições para estabelecer mais um marco na história do futebol europeu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.