A polícia italiana anunciou, esta segunda-feira, a detenção de 12 adeptos da Juventus, incluindo os líderes das principais claques do clube, na sequência de uma denúncia do próprio clube.

Os detidos estão a ser ouvidos por suspeitas de associação criminosa, extorsão agravada e violência privada, entre outros crimes.

Segundo avança esta segunda-feira a imprensa local, a Juventus denunciou vários crimes há cerca de um ano, depois de os dirigentes dos campeões italianos terem cortado algumas vantagens aos diversos grupos de apoio.

A investigação, conduzida pela Divisão de Investigações Gerais e Operações Especiais (Digos), envolve todos os principais grupos de apoio organizado da Juventus: 'Drughi', 'Tradizione-Antichistickes', 'Viking', 'Nucleo 1985' e 'Quelli ... di via Filadelfia '.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.