Mauro Icardi continua a dar que falar em Itália. A situação do avançado argentino do Inter de Milão foi o motivo de uma discussão entre a sua mulher e representante, Wanda Nara, e Antonio Cassano, antigo internacional italiano, num programa televisivo em direto emitida pelo Mediaset Italia.

"Icardi deve ter feito algo com os seus companheiros ou com o treinador. É preciso esclarecê-lo no balneário. O treinador Spaletti não está louco, nem a direção... Acho que o Icardi deve fazer as pazes, dar um aperto de mãos e ficar no clube até junho, pelo menos", disse Cassano.

Spalletti confirma regresso de Icardi, mas avisa: "Temos de resolver os nossos problemas a conversar e não com 'likes'"
Spalletti confirma regresso de Icardi, mas avisa: "Temos de resolver os nossos problemas a conversar e não com 'likes'"
Ver artigo

A intervenção do jogador de 36 anos não agradou a Wanda Nara, que 'exlodiu'.

"Já chega. Ele não tem que fazer nada. Ele vai todos os dias ao balneário com os fisioterapeutas. Tudo isto é cinema, não digo nada... Sempre que o Mauro teve que escolher, ele optou por ficar no Inter", explicou a mulher e representante do craque argentino.

Cassanou tentou colocar um pouco de 'água na fervura', explicando a importância do avançado no Inter Milão.

Spalletti critica ausência de Icardi no balneário do Inter após vitória sobre a Sampdoria
Spalletti critica ausência de Icardi no balneário do Inter após vitória sobre a Sampdoria
Ver artigo

"O Inter precisa de garantir o lugar na Liga dos Campeões, por isso, está à espera do Icardi e precisa dos seus golos. Se Icardi sair será um problema para o clube", destacou.

O jogador perdeu a braçadeira de capitão para Samir Handanovica 13 de fevereiro, antes do jogo com o Rapid Viena, da Liga Europa. Com esta decisão, Icardi afastou-se do grupo e recusou viajar com a equipa para a Áustria.

Icardi, que tem contrato com o clube até 2021, ainda não acertou a renovação, o que tem gerado tensões entre a direção do Inter e a representante e mulher do jogador, Wanda Nara, que chegou a dizer existirem propostas de outros clubes.

As tensões entre as partes chegaram a ser comentadas pelo técnico do Inter, com Luciano Spalletti a desejar que o assunto se resolva o mais rapidamente possível, por afetar o jogador e o plantel.

Do lado de Icardi, foi a mulher a falar no domingo num programa desportivo: “Gostaria que o Mauro fosse mais apoiado pela equipa. Não sei se estas maldades vêm de fora ou de dentro da equipa.”

O avançado argentino atravessa um mau momento na equipa, pela qual não marca na Série A desde 15 de dezembro, e só marcou duas vezes depois disso, mas na Taça de Itália, com o Benevento e com a Lazio, numa prova em que o Inter já foi eliminado.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.