O Inter deu hoje mais um passo na sua ressurreição na Série A de futebol, ao vencer por 3-1 na deslocação ao terreno da Sampdoria, em jogo da sexta jornada, mantendo-se na liderança do campeonato italiano.

A equipa comandada por Antonio Conte respondeu de forma positiva à pressão imposta pelo triunfo (2-0) desta tarde da Juventus sobre a SPAL, mas não deixou de passar por dificuldades perante o último classificado.

O avançado chileno Alexis Sánchez estreou-se a titular e foi, simultaneamente, herói e vilão nos ‘nerazzurri’, participando em dois dos três golos e sendo expulso logo no primeiro minuto da segunda parte.

A história da vitória começou a escrever-se aos 20 minutos, com o golo de Stefano Sensi a dar vantagem à equipa de Milão, num remate de longe que ainda sofreu um ligeiro – mas decisivo – desvio no colega chileno. O golo abalou a Sampdoria e esta iria ainda mais abaixo dois minutos depois, com o segundo tento, da autoria de Sánchez, finalizando isolado após uma assistência de Sensi.

Contudo, aos 46, o avançado do Inter recebeu ordem de expulsão e deu azo a uma reação dos anfitriões, consumada no golo de Jankto, aos 55. A jogar com 10, a formação de Conte soube reorganizar-se e ainda conseguiu chegar ao terceiro golo, por Gagliardini, sentenciando o 3-1 final que segurou o primeiro lugar no campeonato.

No outro encontro disputado esta noite, também a Atalanta teve uma jornada vitoriosa (4-1), passando incólume na visita ao Sassuolo, graças a uma primeira parte fulgurante, com quatro golos sem resposta. O argentino Papu Gomez foi a figura do encontro, com um ‘bis’ (06 e 29), contando ainda com os contributos de Robin Gosens (13) e Duván Zapata (35), tendo o francês Grégoire Dufrel reduzido já aos 62 minutos para o Sassuolo.

A vitória permitiu ao conjunto de Gian Piero Gasperini manter o terceiro lugar, atrás da Juventus, com 16 pontos, que ganhou ao SPAL com golos do internacional português Cristiano Ronaldo e do bósnio Miralem Pjanic. O médio inaugurou o marcador ainda antes do intervalo, aos 45 minutos, e Cristiano Ronaldo fez o 2-0, aos 78, com um cabeceamento a cruzamento da esquerda do argentino Paolo Dybala.

Ao fim de seis jornadas, o Inter continua no primeiro lugar da Série A com um registo 100 por cento positivo, detendo agora 18 pontos, mais dois do que a octocampeã Juventus e mais cinco do que a Atalanta.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.