O brasileiro Leonardo, diretor desportivo do Milan, garantiu nesta sexta-feira a permanência no clube do técnico Gennaro Gattuso e descartou a possibilidade de uma saída do avançado argentino Gonzalo Higuaín na janela de transferências de janeiro.

"Não está nos planos substituir Gattuso e o Milan não conversou com mais ninguém", afirmou Leornado.

Rumores na imprensa italiana garantiam que Gattuso poderia ser demitido se a equipa não derrotasse o SPAL, neste sábado na última partida antes da paragem de fim de ano do Campeonato Italiano.

O Milan, sete vezes vencedor da Liga dos Campeões, foi eliminado na fase de grupos da Liga Europa e soma quatro partidas seguidas sem marcar na Serie A.

Leonardo, ex-jogador e treinador do AC Milan, desmentiu também que Higuaín, principal avançado do clube, se pudesse transferir para o Chelsea.

O argentino de 31 anos assinou com o AC Milan em julho, após perder espaço na Juventus com a chegada de Cristiano Ronaldo. No novo clube, porém, só anotou quatro golos em 14 jogos.

"É difícil para um avançado quando não marca", reconheceu Leonardo. "A nossa relação com ele é muito direta, ele tem um papel muito importante para nós e sabe disso, tem um papel de liderança".

"Chelsea? Não houve proposta por ele. Ninguém perguntou por ele e ele não pediu nada", completou o dirigente brasileiro.

"Ele é jogador da Juventus, temos uma opção de compra no fim da temporada. Não há nada mais a dizer", concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.