Os jogos Milan-Génova e Sampdoria-Fiorentina, da 1.ª jornada da Serie A, previstos para o próximo domingo, foram adiados na sequência da queda da ponte Morandi, em Génova, que causou 39 vítimas mortais.

A decisão foi tomada pela Liga italiana a pedido do Génova e da Sampdoria, os dois clubes da cidade do norte de Itália, e aceite pelos adversários Milan e Fiorentina.

De acordo com o comunicado no site da Sampdoria, as novas datas serão anunciadas nos próximos dias.

A Liga italiana também já anunciou o respeito por um minuto de silêncio antes dos encontros da primeira jornada, acrescentando que os jogadores vão envergar fumos negros, em memória das vítimas.

O balanço mais recente das autoridades italianas dá conta de 39 mortos e 16 feridos, nove dos quais em estado grave. Na quarta-feira, o Governo italiano declarou o “estado de emergência” por 12 meses em Génova e anunciou que vai desbloquear uma verba de cinco milhões de euros do fundo de emergência nacional.

O acidente ocorreu na terça-feira, cerca das 12:00 (11:00 em Lisboa), quando um troço de cerca de 100 metros da ponte Morandi, com um quilómetro de comprimento e 90 metros de altura, caiu e soterrou vários veículos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.