Nas últimas semanas muita tinta tem corrido sobre a tensão entre Mauro Icardi e o Inter de Milão. O jogador argentino terá recusado uma renovação e o emblema italiano retirou-lhe a braçadeira de capitão. Wanda Nara, mulher e empresário de Icardi, falou pela primeira vez sobre o assunto no programa 'Tiki Taka'.

"Para o Mauro, ficar sem a braçadeira foi como ficar sem uma perna. Ele sente a camisola do Inter com orgulho, nunca pensou em dinheiro, todo o mundo sabe quanto ele ganha e se só isso importasse, ele podia ter seguido outros caminhos. Ser capitão era o motivo de orgulho dele, não era um trabalho fácil suceder a Zanetti e ele tentou de tudo para honrar esse papel. Nunca pensei que isto fosse acontecer, soube através do Twitter", revelou Wanda Nara.

Quanto ao futuro do jogador e da sua família, a empresária afirmou, em lágrimas: "A nossa ideia é ficar em Itália, ficar no Inter. Mas há decisões que não dependem só de nós. Neste momento, renovar não nos interessa".

Wanda Nara falou ainda do que aconteceu no passado sábado, quando o carro onde seguia com os filhos foi apedrejado. "Eram oito da manhã, estava a levar um dos meus filhos a um dos seus jogos e aconteceu o que vocês sabem. Não tinha interesse nenhum em que se soubesse, mas fiz queixa e acabou por tornar-se público. Quando aconteceu estava em choque, nem pude conduzir. O Mauro estava a dormir, liguei à direção do Inter e ajudaram-me muito", garantiu.

Icardi, recorde-se, tem contrato até 2021, mas tem sido associado a vários clubes europeus como Real Madrid, Manchester United, Chelsea e Juventus. A recusa de renovar tem gerado bastante tensão entre o jogador e o clube.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.