O Nápoles, com golos nos instantes finais, aos 89 e 90+3 minutos, venceu hoje na receção ao Chievo, por 2-1, em jogo da 31.ª jornada da Liga italiana de futebol, e manteve-se na perseguição à líder Juventus.

Depois do tento inaugural do polaco Stepinski, aos 73 minutos, o compatriota Milik igualou o resultado para a formação da casa, aos 89, antes do guineense Diawara consumar a reviravolta no terceiro e penúltimo minuto de descontos da partida.

O Nápoles segue no segundo lugar com 77 pontos, a quatro da líder Juventus, que no sábado bateu o Benevento (4-2), enquanto o Chievo segue no 15.º lugar, com 29 pontos, dois acima da zona de despromoção.

Com Mário Rui no ‘onze’, a formação de Maurizio Sarri entrava pressionada pelo resultado da ‘Juve’, e a verdade é que demorou a jogar ao seu nível perante um Chievo bem organizado defensivamente e atrevido no ataque.

Aos 51, o belga Dries Mertens desperdiçou uma oportunidade de ouro de adiantar os visitados, ao desperdiçar uma grande penalidade, e o golo de Stepinski parecia ‘condenar’ os napolitanos a um prematuro adeus ao título da ‘Serie A’.

A um minuto do final do tempo regulamentar, Insigne lançou uma bola longa para a área, com o avançado Milik, que tinha entrado aos 64, a fazer o empate, antes de Diawara, num canto do espanhol Callejón, lançar a euforia no estádio San Paolo.

O Verona conseguiu hoje um importante triunfo na luta pela manutenção ao bater em casa o Cagliari, graças a um penálti do brasileiro Rômulo (36), chegando aos 25 pontos na 19.ª e penúltima posição, agora a apenas dois pontos dos lugares de permanência.

Também o Crotone conseguiu somar três pontos em busca da permanência, ao bater o ‘tranquilo’ Bolonha graças a um golo solitário de Simy (25), continuando no 18.º lugar, o primeiro abaixo da ‘linha de água’, com 27 pontos, os mesmos do Spal, primeiro clube acima da zona de descida.

Antes, o Inter de Milão desperdiçou a oportunidade de subir ao terceiro lugar, depois da derrota da Roma no sábado, em casa com a Fiorentina (2-0), ao perder na visita ao Torino.

Um golo do sérvio Adem Ljajic, aos 36, abateu a equipa de Milão, com João Cancelo a titular, e pode significar a queda para o quinto posto, em caso de vitória da Lazio, que hoje visita a Udinese.

Ainda hoje, o AC Milan recebe o Sassuolo pelas 19:45 à procura de consolidar o sexto lugar, último de acesso às competições europeias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.