O presidente do Inter de Milão, Massimo Moratti, espera que os adeptos não entoem cânticos racistas ao jogador da AC Milan Mario Balotelli no próximo “clássico”, como aconteceu domingo, na 24.ª jornada da liga italiana de futebol.

«Disseram-me que houve cânticos racistas [domingo], mas eu não compreendi. Estou verdadeiramente desolado, espero que tal não venha a acontecer durante o ‘derby’» de 24 de fevereiro, disse Moratti.

Domingo, no jogo que deu a vitória do Inter sobre o Chievo Vernoa (3-1), os cânticos racistas visando Balotelli surgiram nas bancadas que albergam os adeptos mais violentos do Inter.

Balotelli, transferido do Manchester City para o Inter de Milão em janeiro, jogou pelo Inter entre 2006 e 2010.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.