Nélson Semedo está a ser usado como ´bode expiatório` pelos maus resultados do Barcelona neste início de época. O português jogou durante 40 minutos na derrota dos catalães ante o Real Madrid, na segunda-mão da Supertaça de Espanha, tendo entrado para o lugar de Piquè aos 49 minutos.

Ora na sua procura por culpados, o jornal catalão ´Sport` ´elegeu` o lateral português para ´descarregar` a sua fúria, recorrendo a possíveis comentários de adeptos do clube nas redes sociais.

Piquè desiludido: "Pela 1.ª vez em nove anos, sinto-me inferior ao Real Madrid"
Piquè desiludido: "Pela 1.ª vez em nove anos, sinto-me inferior ao Real Madrid"
Ver artigo

"Nelson Semedo já é protagonista de uma possível lenda urbana, ou não. Dizem as más línguas que há jogadores do balneário culé que consideram que o nível de jogo do português é baixíssimo para uma equipa como o Barça... incluindo pior que Douglas, comentam nas redes sociais. Seja verdadeiro ou não este rumor que já circula há vários dias, é certo que surpreendeu que Semedo fosse o eleito por Ernesto Valverde para a primeira substituição quando o clássico decorria num cenário depressivo para a equipa blaugrana", escreveu o jornal, numa peça intitulada: ´A estranha estreia de Nélson Semedo no Clássico`.

O jornal diz não perceber a entrada do português em campo, no lugar de Piqué, quando a equipa perdia por 2-0, 5-1 na eliminatória.

"Uma substituição um tanto estranha quando marcador estava em 2-0 a favor do Real Madrid [...] e o que o Barça mais precisava era de presença atacante... apesar de a eliminatória já estar sentenciada. [Nélson Semedo] não mexeu com o jogo, mas esteve mais solto, participativo no ataque e bem atrás [a defender]", escreve o ´Sport`, que termina com uma pergunta sobre Nélson Semedo.

"Demonstrará o português que estes primeiros rumores que correm sobre ele não têm fundamento? O tempo o dirá".

Asensio fez de Ronaldo e Real Madrid conquista a Supertaça Espanhola
Asensio fez de Ronaldo e Real Madrid conquista a Supertaça Espanhola
Ver artigo

A exibição do Barcelona no Bernabéu, principalmente na primeira parte, foi paupérrima e não foi por causa de Nélson Semedo. Aliás a equipa de Valverde só melhorou quando desmontou a defesa a cinco para passar a quatro, na altura em que entrou Nélson Semedo para o lugar de Piquè, passando Sérgio Roberto a jogar no meio-campo ofensivo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.