O Real Madrid conquistou, este domingo, a Supertaça de Espanha, depois de bater nas grandes penalidades o Atlético de Madrid de João Félix.

Depois da final da Champions em Lisboa, em Milão e em Tallín, os dois rivais de Madrid voltavam a colocar-se frente a frente.

O alinhamento inicial da equipa de Simeone contou com João Félix na equipa titular do Atlético de Madrid. Herrera e Felipe também alinharam de início nos colchoneros.

Dado este novo formato da competição, disputada da Arábia Saúdita, pela primeira vez o campeão espanhol não vai disputar a final nem o finalista da Taça do Rei.

João Félix contou logo com uma grande oportunidade à passagem do minuto 14´. Sérgio Ramos perdeu a bola em zona proibida, e Félix em excelente posição rematou ao lado.

Respondeu o Atlético novamente por Morata, uma das setas apontadas à baliza do merengue. O dianteiro fez de forma excelente a recepção orientada e atirou com a bola a passar muito perto do poste.

Mendy colocou Oblak em sentido, com um remate após se desenvencilhar de Trippier (39´).

Seguiu-se uma bicicleta de Saul, após remate de Félix contra Modric. A fechar a primeira parte, Casemiro assustou com um cabeceamento perigoso.

A segunda parte abriu com o Real mais perigoso. Jovic, ao minuto 52´, esteve próximo do golo. Remate de pé esquerdo a passar próximo da baliza de Courtois.

Ao minuto 67´, o Real Madrid teve uma oportunidade de ouro para conseguir a vitória. Jovic fez o cruzamento, a bola sofre um desvio, vai parar aos pés de Valverde que cabeceia mal, quando tinha tudo para fazer. Aos 80´, foi Morata isolado que não conseguiu desfeitear Courtois. Em cima do tempo regulamentar, Rodrygo teve a oportunidade de marcar o golo do triunfo, mas rematou à figura de Oblak.

No prolongamento, João Félix saiu ao minuto 101 para dar lugar ao ex-Sportinguista Santiago Arias.

Ainda antes do final, Valverde foi expulso por travar Morata que se isolava. Acabou por ser um lance muito importante, já que provavelmente daria golo dos colchoneros.

A atribuição da Supertaça teve que ser decidida nas grandes penalidades. Os merengues acabaram por levar a melhor, vencendo por 4-1. Sergio Ramos, Trippier, Modric e Rodrygo marcaram para o Real. Saúl e Thomas Partey falharam para o Atlético.

Foi o 10.º título do francês Zinedine Zidane como treinador do Real Madrid, segunda Supertaça espanhola, que continua totalmente vitorioso em finais.

Os alinhamentos das duas equipas

Onze do Real Madrid: Courtois, Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Mendy, Kroos, Casemiro e Valverde, Modric, Jovic e Isco.

Onze do Atlético de Madrid: Oblak, Trippier, Felipe, Giménez e Lodi, Correa, Herrera, Thomas e Saúl, João Félix e Morata.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.