O técnico brasileiro do Petro de Luanda justificou a derrota diante do Kabuscorp do Palanca, por 3-1, na Supertaça, esta terça-feira, no Estádio 11 de Novembro, na capital do país, porque "o jogo foi definido nos detalhes de marcação”.
De acordo com Alexandre Grasseli, duas falhas na marcação foram fatais para equipa “petrolífera”, que acabou perdendo o encontro quando vencia por 1-0.
O brasileiro explicou que o grupo, embora tenha apenas 21 dias de preparação, já mostra características próximas ao que se pretende para o “ataque” ao Girabola.
“Já temos um conjunto. Mas hoje encontramos duas situações que afectam o rendimento de qualquer jogador: Estreia e disputar uma final, neste encontro enfrentamos os dois e não é fácil”, sublinhou em conferência de imprensa.
“Vamos continuar a trabalhar para corrigir os erros, temos um plantel experiente com veteranos e jovens provenientes dos escalões de formação. Precisamos apenas unir a juventude com a experiência”, acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.