Diego Simeone fez, esta terça-feira, a antevisão ao embate contra o Real Madrid na Supertaça Europeia, e aproveitou para falar do mercado de transferências.

“Sei há alguns anos que os jogadores querem vir para qui, percebo que os do Atleti não querem sair, o Koke, o Thomas, o Gimenez, e acompanham o crescimento do clube. Chegam jogadores importantes e gera-se trabalho coletivo e continuamos a gerar competência e crescimento. (...) Estamos próximos do projeto que queremos e pretendemos melhorar", disse o técnico, em conferência de imprensa.

"A chegada de bons jogadores garante boas individualidades mas não garante uma boa equipa até que estejam todos no mesmo na mesma linha. Os novos [jogadores] vêm acrescentar talento, mas com trabalho. (...) Se melhoramos a estrutura, as individualidades vão fazer-nos crescer", acrescentou.

Gelson Martins e Lemar são alguns dos reforços dos 'colchoneros', investimento esse que aumenta a exigência.

"Queremos melhorar em relação ao ano passado, vão exigir-nos em consequências do plantel que formámos. Não se está a formar um novo grupo, mas sim, chegou gente nova. Quando conseguirmos formar um bom grupo a equipa fica melhor de maneira natural. As expectativas são boas, sim, mas temos de nos guiar jogo a jogo", explicou

Já sobre o jogo contra o Real Madrid, vencedor da última edição da Champions, garantiu não se sentir inferior

"Guio-me pela ilusão e não me sinto inferior a ninguém. Os dois últimos jogos do Real Madrid podem ser uma referência para este. Há pressão à perda da bola, tentam pressionar mais alto. Eles vão procurar aproximar-se àquilo que eu sinto que Lopetegui fez na Liga Espanhola", referiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.