O Sporting venceu este domingo o Marítimo, no Estádio de Alvalade, na partida da primeira jornada do grupo D da Taça da Liga. Depois de vencer a competição na temporada 2017/2018 - frente ao Vitória de Setúbal, em grandes penalidades -, os 'leões' procuram conquistar a Taça da Liga mais uma vez e pode dizer-se que começaram o caminho com o pé direito.

Aos 26 minutos, Raphinha inaugurou o marcador e marcou o primeiro golo da equipa da casa, através de uma recuperação dos 'leões', Montero assistiu para Raphinha, que isolado aproveitou e rematou sem hipóteses para o guarda-redes dos insulares. Já aos 54 minutos, Bruno Fernandes cobrou uma grande penalidade depois de Lucas Áfrico fazer falta sobre Jovane Cabral. O capitão marcou e deu aumentou a vantagem da equipa da casa.

Já aos 61 minutos, um erro de Marcos Acuña permitiu a Danny fazer uma assistência para Correa que rematou para o fundo da baliza de Salin. Mas, a felicidade dos insulares foi sol de pouca dura e dois minutos depois Bruno Fernandes 'bisou' e desfez a esperança que o Marítimo ainda tinha de dar a volta ao marcador.

O jogo: Bruno Fernandes pôs a braçadeira de capitão e guiou a equipa à vitória

Depois da pausa para as seleções, o Sporting voltou aos relvados e de forma bastante positiva. Com Nani e Bas Dost lesionados, José Peseiro lançou Jovane Cabral na frente com Montero, e o resultado não poderia ter sido melhor. O jovem jogador não fez os golos dos últimos jogos, mas não comprometeu e embora tenha falhado na finalização, mostrou que pode ser uma boa aposta, já de Montero não se pode dizer o mesmo.

Na equipa de Cláudio Braga, Charles Silva e João Tentugal  foram as únicas novidades no onze titular em relação à equipa que venceu frente ao Desportivo das Aves, na quarta jornada do campeonato nacional.

Veja o golo de Raphinha:

O Sporting entrou forte no jogo e deixou logo o aviso ao Marítimo que o jogo não seria fácil. Os insulares tinham dificuldades em manter a bola, já os 'leões' mostravam que aquela era 'a sua praia' e jogavam de forma calma mas eficaz com os olhos postos na vitória e na Taça da Liga.

Mas, o Marítimo não se deixou intimidar pela equipa da casa e deu tudo por tudo para criar oportunidades de golo e tentar derrubar Salin, mas tal não aconteceu. O Sporting manteve a superioridade durante os 96 minutos de jogo e mostrou que está decidido a começar uma nova era.

Veja o golo de Bruno Fernandes:

Bruno Fernandes aproveitou a ausência de Nani, pôs a braçadeira de capitão e mostrou que mereceu a confiança de José Peseiro. Construiu muitas das jogadas de ataque do Sporting pelo lado direito nos últimos minutos da primeira parte.

Mas, foi na segunda metade do jogo que Bruno Fernandes chegou e brilhou. Em dez minutos fez dois golos e fixou o resultado e a vitória da equipa da casa. O Sporting, bem organizado e com as linhas de pressão subidas, dificultou a construção de jogo da equipa de Cláudio Braga, enquanto aumentava a velocidade e dava ânimo às bancadas de Alvalade.

Veja o golo de Bruno Fernandes:

Momento do jogo: Raphinha fez o gosto ao pé e ao Sporting

Aos 26 minutos de jogo, Raphinha inaugurou o marcador em Alvalade. Jovane Cabral recuperou a bola, passou para Montero que ao ver brasileiro de 21 anos isolado, assistiu para este. Raphinha recebeu a bola e encostou facilmente para o fundo da baliza de Charles.

Os Melhores: Bruno Fernandes e Raphinha marcam e encantam

Depois de alguns jogos apagado, Bruno Fernandes voltou à carga e provou aquilo que vale. Depois de uma primeira parte mais calma, entrou em campo depois do intervalo com garra e marcou dois golos para o Sporting. Além dos golos, conseguiu ainda ter tempo para guiar a equipa pelo lado direito a todo o gás. O segundo destaque deste jogo vai para Raphinha. Fez o primeiro golo dos 'leões' e aquele que deu combustível para o motor do Sporting continuar na luta. Esteve sempre móvel na frente de ataque, fez vários remates à baliza e outras tantas assistência para finalização.

Os Piores: Lucas Áfrico não poupou na força

Não em termos de talento futebolístico, mas em termos de senso comum, Lucas Áfrico entrou para os piores em campo pela agressividade (excessiva) como enfrentou este Sporting. Aos 52 minutos fez falta sobre Jovane Cabral que deu lugar a uma grande penalidade batida e marcada por Bruno Fernandes. Já ao minuto 95 fez uma falta (arrepiante) sobre Wendel. A entrada dura, com um pontapé no peito do adversário, valeu-lhe a expulsão por vermelho direto.

As reações

José Peseiro: "Podíamos ter marcado mais um ou dois golos"

Cláudio Braga sobre o golo invalidado: "Não era fora de jogo"

Raphinha: "Vou trabalhar muito forte para fazer muitos golos"

Danny garante que "árbitro influenciou" o resultado

Peseiro sobre a conversa com F. Varandas: "Não nos pediu o título, pediu-nos outras coisas"

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.