Um remodelado Benfica não entrou da melhor maneira na fase de grupos da Taça da Liga e empatou esta quarta-feira frente ao Vitória de Guimarães, no jogo de abertura do Grupo B da competição disputado no estádio da Luz, em Lisboa

As duas equipas apresentaram-se ambas com oito alterações em relação aos jogos a contar para a última jornada do campeonato português. Zlobin estreou-se com a camisola principal do Benfica, numa equipa em que apenas Rúben Dias se mantém no setor defensivo. Tomás Tavares e Nuno Tavares jogam nas laterais e Samaris aparece no meio com Taarabt. Nota também para Caio Lucas, que se estreia a titular, e Jota na frente de ataque ao lado de Seferovic.

Do lado vimaranense, muitas mudanças também na equipa inicial. Ivo Vieira lançou oito novidades e mantém apenas Sacko, Poha e Davidson, relativamente aos que jogaram em Tondela.

O Vitória de Guimarães entrou mais perigoso e em duas ocasiões esteve perto de inaugurar o marcador. Primeiro, aos seis minutos, Davidson ganhou uma bola sobre a esquerda e, com espaço, rematou forte a rasar a barra. Depois, aos 10', Rochinha ganhou o ressalto a um adversário e rematou cruzado muito perto do poste direito da baliza de Zlobin.

O Benfica respondeu pelo capitão Jardel, que também fez esta quarta-feira o primeiro jogo oficial da temporada 2019/20. Cruzamento de Taarbat da esquerda e o central cabeceou junto ao segundo poste, ao lado. Douglas estava batido.

Depois de um ascendente do Vitória de Guimarães nos minutos iniciais do encontro, o Benfica conseguiu equilibrar a partida, após um arranque pouco conseguido, mas a verdade é que não conseguia chegar com perigo junto da baliza de Douglas.

Aos 38 minutos pediu-se grande penalidade no Estádio da Luz. Nuno Tavares fintou por duas vezes Rochinha e centrou a bola para a área, com a bola desviar nos braços de Sacko. O árbitro Rui Costa entendeu que não havia motivo para a marcação do castigo máximo e mandou seguir.

Em cima do apito para o intervalo o Vitória de Guimarães teve duas oportunidades para inaugurar o marcador. Primeiro, e na sequência de um pontapé de canto, Bonatini aproveitou um desentendimento entre Zlobin e Jardel e dispara fortíssimo, para defesa incrível do russo praticamente em cima da linha de golo. Depois, e na sequência deste lance, Mikel centrou e Pedro Henrique, antecipando-se a Nuno Tavares, atirou de cabeça ao poste - Zlobin estava batido. Na recarga, Samaris falha o corte e Bonatini não faz melhor e dispara enrolado ao travessão. Numa segunda recarga, Davidson atirou à figura de Zlobin!

Os forasteiros começaram a segunda parte na mesma toada em que terminaram a primeira e à procura de marcar o primeiro golo do encontro. Aos 51 minutos, Davidson troca as voltas a Tomás Tavares, ganhou a linha e centra ao segundo poste onde estava Davidson que cabeceou muito perto do poste. Na jogada seguinte, Samaris fez um mau passe e entregou a bola a Davidson que rematou rasteiro para as mãos de Zlobin.

O Benfica respondeu com dois lances perigosos em que podia ter inaugurado o marcador. Primeiro, Seferovic serviu Rafa em boa posição, mas Sacko conseguiu antecipar-se ao português e cortou o lance. Na jogada seguinte, Caio Lucas aparece a atirar de cabeça à procura de Seferovic, mas o guarda-redes brasileiro Douglas nega o golo com uma palmada.

Os encarnados pressionavam mais à procura do golo que desse vantagem no marcador e Seferovic esteve perto de o conseguir aos 80 minutos. Tomás Tavares tirou um cruzamento perfeito para a área, e o avançado suíço de cabeça a atirar muito perto do alvo.

Aos 85 minutos foi a vez de Rafa Silva ficar perto de marcar.  Bela jogada de Tomás Tavares, a levar a melhor sobre Florent e meter atrasado para Rafa, que atira prontamente à baliza, mas a bola bateu em Frederico Venâncio e saiu pela linha de fundo.

Nos minutos finais sucediam-se os lances de perigo na área vimaranense e a Raúl de Tomás faltou um pouco de cabeça para se estrear a marcar com a camisola do Benfica. Cruzamento bem tirado na direita por Nuno Tavares e o espanhol apareceu a cabecear entre os centrais adversários, mas atirou fraco para defesa fácil de Douglas.

As duas equipas estão assim empatadas na frente do grupo, cuja primeira jornada apenas ficará completa no dia 12 de outubro, quando o Sporting da Covilhã receber o Vitória de Setúbal.

Resumo do jogo

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.