Segundo avança esta quarta-feira o jornal 'Record', o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol decidiu afastar Fábio Veríssimo do VAR durante algumas semanas. Em causa estão as avaliações do vídeoárbitro no jogo de terça-feira entre Benfica e FC Porto.

O clube da Luz acusou o juiz da Associação de Futebol de Castelo Branco de não ter cumprido com o que foi dito na reunião antes do jogo, na qual este se terá comprometido a confirmar as repetições de todos os lances duvidosos.

No entanto, Carlos Xistra acabou apenas por visualizar as imagens numa ocasião, à passagem do minuto 31, para confirmar que a bola não tinha batido no braço de Seferovic, no lance que culminaria com o golo do Benfica anotado por Rafa Silva.

Além disso, o Benfica queixa-se também de "um golo alegadamente mal invalidado" no final da primeira parte - Xista não viu as imagens do VAR.

O Conselho de Arbitragem não terá gostado da prestação de Fábio Veríssimo como vídeoárbitro do jogo e, além de afastar o juíz durante um tempo, deve ainda reunir com o mesmo para debater as análises feitas durante o 'clássico' da Taça da Liga.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.