FC Porto garantiu, esta quarta-feira, a última vaga para a final da Taça da Liga, ao bater o Vitória de Guimarães por 2-1, no Estádio Municipal de Braga, palco desta final four. Tapsoba marcou primeiro, de grande penalidade, para a formação minhota, mas os golos de Alex Telles e Soares deram a volta ao resultado e levaram o FC Porto, uma vez mais, até à última etapa da prova.

Os dragões, segundos classificados da I Liga, conseguem assim a sua quarta presença no encontro decisivo, depois das derrotas em 2009/10, 2012/13 e 2018/19, frente a Benfica, SC Braga e Sporting, respetivamente.

Quanto ao onze inicial do FC Porto, Sérgio Conceição deixou Marchesín no banco e operou outras mudanças na equipa. Diogo Costa assume a baliza. Nota para as entradas de Luís Diaz e de Sérgio Oliveira para os lugares de Manafá e Danilo.

A primeira parte foi bastante dividida, sem grandes intensidade, por parte duas equipas em campo, mas a formação orientada por Ivo Vieira conseguiu ter as melhores oportunidades de golo ao longo dos primeiros 45 minutos.

Os golos da partida apenas surgiram no segundo tempo. Aos 68 minutos, Jorge Sousa assinalou uma grande penalidade assinalada a favor do Vitória de Guimarães por falta de Soares sobre Bonatini. O lance foi analisado pelo VAR, que validou a decisão, perante uma onda de protestos azuis e brancos.

Tapsoba converteu com sucesso a grande penalidade, com bola para um lado e guarda-redes para o outro.

A alegria vitoriana foi de pouca dura, mais precisamente um minuto. É que Alex Telles descobriu o caminho para o empate, num grande pontapé do defesa brasileiro, do meio da rua, com a bola a entrar junto ao poste.

Com o empate no marcador, o jogo ficou mais aberto e a equipa de Sérgio Conceição conseguiu dar a volta ao marcador por intermédio de Soares. Numa jogada de insistência de Corona pela direita, a ganhar a bola e a cruzar para Soares, o avançado brasileiro empurrou a bola para o fundo das redes. O avançado do FC Porto continua de pé quente, sendo o quinto jogo consecutivo a marcar.

Nos segundos finais do jogo, aos 95 minutos de jogo, João Pedro conseguiu marcar para a equipa da cidade-berço. Inicialmente Jorge Sousa validou o lance que origina, mas depois de consultar as imagens reverteu a decisão por considerar falta do vimaranense sobre o guarda-redes Diogo Costa.

Na final da prova, agendada para as 19:45 de sábado, também no Municipal de Braga, o FC Porto vai defrontar o SC Braga, que na terça-feira venceu o Sporting por 2-1.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.