Luciano Gonçalves, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, considera que a greve dos árbitros, que está marcada para os jogos de novembro e dezembro da Taça da Liga, é uma "oportunidade" para ver comentadores desportivos e dirigentes dos clubes "a arbitrar jogos".

"Deve ser um sinal de preocupação para o futebol português, mas também abriu-se uma janela de oportunidade. Uma oportunidade para vermos em campo os comentadores desportivos, os dirigentes, eles próprios a arbitrar jogos, pois certamente pelas horas que passam a falar de arbitragem em Portugal são tão profissionais ou mais do que os árbitros que têm formação nesse sentido. Sendo eles muitos isentos, irão desempenhar muito bem essas funções", disse o líder da APAF, à saída da Assembleia da República, em declarações reproduzidas pelo jornal O Jogo.

Luciano Gonçalves aproveitou ainda para elogiar o trabalho de Fernando Gomes, presidente da FPF, que esta manhã foi ouvido no Parlamento.

"Tomara que todos os agentes desempenhassem o mesmo papel do Dr. Fernando Gomes. Fez um excelente resumo do que se está a passar no nosso país a ao mesmo tempo a destruir o nosso futebol. Tem contribuído muito para se eliminar este clima de suspeição no futebol português", afirmou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.