O FC Porto é um adversário "fortíssimo", mas no futebol já não há "papões", considerou hoje Rui Borges, treinador do Académico de Viseu, em referência ao jogo da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.

"Há uma determinação grande do grupo e uma ambição grande de continuar a sonhar e de acreditar que é possível" eliminar o FC Porto, considerou o técnico do clube viseense, que alinha na II Liga, no lançamento do jogo de terça-feira, num Estádio do Fontelo já com lotação esgotada.

Rui Borges manifestou vontade de ter um forte apoio nas bancadas, e ajudar a equipa a fazer "um bom jogo", que permita deixar a eliminatória "em aberto" para o confronto da segunda mão, em 12 de fevereiro, no Estádio do Dragão, no Porto.

Quanto ao adversário, um dos ‘grandes’ o futebol português e que luta por todas as competições, o treinador dos beirões espera "um FC Porto forte, se calhar a querer já decidir a eliminatória neste jogo", mas mostrou-se convicto de que o adversário também irá respeitar a sua equipa, lembrando que o Académico de Viseu não chegou às meias-finais "por acaso".

"Hoje em dia, no futebol, já não existem tantos papões como antigamente", assinalou o treinador, que deixou a mensagem aos jogadores para "aproveitar o momento, com uma paixão enorme pelo jogo", mas "concentrados", assinalando que o Académico de Viseu tem condições para vencer: "Não temos muito a perder, temos muito a ganhar".

O jogo em Viseu surge poucos dias antes da receção dos portistas ao Benfica, líder da I Liga, mas o treinador do Académico de Viseu desvalorizou qualquer eventual ‘poupança’ que Sérgio Conceição, técnico do FC Porto, possa fazer no jogo de terça-feira.

"Independentemente de quem jogue, será um FC Porto fortíssimo, até porque já saiu de uma competição que queria ganhar [Taça da Liga] e, mais do que nunca, quer chegar à final para poder ganhar", advertiu.

Quanto a Fernando Ferreira, um dos mais experientes jogadores do Académico de Viseu, garantiu que é um plantel "orgulhoso" por estar a fazer história com esta primeira presença do clube nas meias-finais da competição, mas que ainda não estão "satisfeitos" e querem mais.

"Há dois jogos para disputar, e sabemos que é um adversário muito complicado", reconheceu Fernando Ferreira, mas notando que pela frente "vai encontrar um Académico de Viseu forte, coeso, unido e que vai fazer de tudo para chegar à final".

O FC Porto, segundo classificado da I Liga, e o Académico de Viseu, nono colocado da II Liga, encontram-se na terça-feira, às 20:45 horas, no Estádio do Fontelo, em Viseu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.