Resumo do Jogo

O FC Porto apurou-se para os oitavos de final da Taça de Portugal de futebol, ao golear em casa o Vitória de Setúbal, por 4-0, na quarta eliminatória.

Em superioridade numérica desde o 32 minutos, por expulsão de André Sousa, os 'dragões' marcaram por Chancel Mbemba (35), Fábio Silva (42), Jubal (56), na própria baliza, e Moussa Marega (59).

Os finalistas vencidos da última temporada asseguraram a 15.ª e penúltima vaga na ronda seguinte, juntando-se a Santa Clara, Famalicão, Sporting de Braga, Benfica, Paços de Ferreira e Rio Ave, da I Liga, a Varzim, Académico de Viseu e Mafra, da II Liga, e a Sertanense, Sporting de Espinho, Anadia, Marinhense e Canelas 2010, do Campeonato de Portugal.

O onze do FC Porto

Para este embate, Sérgio Conceição trocou apenas um jogador face ao encontro com o Boavista para o campeonato, fazendo entrar Diogo Leite para o lugar de Iván Marcano. Do quarteto de sul-americanos, castigados por indisciplina, dois deles (Marchesín e Luis Díaz) regressaram aos convocados, mas começam o jogo no banco. Uribe e Saravia ficaram de fora da ficha de jogo.

Primeira parte marcada por um expulsão e dois golos portistas

À primeira meia hora de jogo, o Vitória de Setúbal teve logo o seu primeiro percalço, com um cartão vermelho para André Sousa, depois deste travar Corona em falta. O árbitro Carlos Xistra entendeu que o mexicano seguia sozinho para a baliza.

O primeiro golo surgiu apenas aos 35 minutos da partida, após um livre da equipa portista, Alex Telles atirou forte e colocado à baliza, para defesa incompleta de Makaridze. Mbemba apareceu para a recarga a encostou de cabeça, inaugurando o marcador.

O segundo não tardou em aparecer e, sete minutos depois, Fábio Silva aumentou a vantagem portista. Numa boa jogada do ataque do FC Porto, Otávio cruzou para o jovem portista que, totalmente à vontade, atirou para o fundo das redes.

Segunda parte dominada pelos dragões

Já no segundo tempo, Corona cruzou para a área e, ao tentar o corte, Jubal traiu a direção de Makaridze e a bola acabou por passar por cima do guarda-redes do Vitória de Setúbal. O defesa dos sadinos acabou por ser confortado até pelos adversários num lance inteiramente infeliz.

Três minutos depois do 3-0, o muito ativo Corona foi o responsável por colocar a bola na área, onde apareceu Marega, que só teve de encostar, numa altura que tudo parecia fácil para a equipa portista.

Momento da partida

Por volta da meia hora de jogo. A expulsão de André Sousa e, três minutos depois, o golo de Mbemba tornou tudo muito fácil para os portistas, que depois tiveram a tarefa muito mais facilitada.

Figuras do encontro

Corona e Mbemba: O médio do FC Porto esteve muito presente nesta partida, participando nos dois últimos golos da noite. Já Mbemba mostrou-se muito polivalente, tendo estado muito bem tanto a atacar como a defender.

As vozes dos protagonistas

Loum: "Todos os jogos são importantes e são vistos como finais"

Artur Jorge: "A expulsão condicionou o nosso jogo"

Sérgio Conceição: "Com a expulsão e o golo tudo foi mais fácil. Mas foi uma exibição sólida da equipa"

Velázquez: "Frente a uma equipa top como o FC Porto estivemos bem"

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.