O Benfica assegurou, esta terça-feira, o primeiro bilhete para a final da Taça de Portugal ao empatar a um golo em casa do Famalicão na segunda mão da meia-final. A equipa orientada por Bruno Lage beneficiou do triunfo (3-2) que trouxe do Estádio da Luz, obtido na semana passada. Pizzi marcou para o Benfica no primeiro tempo e Toni Martínez deu alento à equipa minhota, que viu ainda um golo anulado por fora de jogo, mas sem alterações para o desfecho.

Bruno Lage promoveu três alterações no onze em relação à equipa que jogou no Dragão no último sábado: Tomás Tavares, Florentino e Cervi vão jogar de início por troca com André Almeida (lesionado), Weigl e Chiquinho. De realçar que Florentino não jogava desde o dia 21 de dezembro, quando as águias defrontaram o Vitória de Setúbal na Taça da Liga.

Nos primeiros minutos, apesar de circular a bom ritmo, ambas as equipas mostraram dificuldades em construir jogadas de ataque, até que, aos 24 minutos, Pizzi marcou para a equipa da casa. Riccieli falhou na saída de bola, Pizzi ganhou e colocou em Vinícius, este tirou o cruzamento junto à linha, Vaná defendeu para a frente, onde surgiu Pizzi a encostar para o primeiro da noite, perante o desânimo dos adeptos da equipa caseira.

Em cima do minuto 45, o Famalicão havia de colocar a bola dentro da baliza encarnada e festejado. Num livre para a grande área, Odysseas saltou e chocou contra um adversário. A bola sobrou para Patrick William, que rematou em jeito para a baliza. O lance foi analisado pelo VAR, que reverteu a decisão inicial do árbitro Jorge Sousa.

Já no segundo tempo, enquanto o Famalicão arriscava tudo em busca do golo do empate, este surgiu aos 77 minutos, por intermédio de Toni Martínez. Numa bola colocada, onde Diogo Gonçalves tirou o cruzamento rasteiro para a pequena área, Toni Martínez entrou de rompante e desviou para o golo do empate. O lance ainda foi analisado pelo VAR, que validou a decisão do árbitro.

Apesar do esforço do Famalicão, a equipa surpresa desta época não conseguiu reverter o resultado no agregado (4-3), acabando eliminado da prova nas meias-finais.

Os encarnados, recordistas de títulos, com 26 troféus, vão disputar a final, marcada para 24 de maio, com o FC Porto ou o Académico de Viseu, que se defrontam na quarta-feira no Estádio do Dragão, depois de um empate a um golo em casa do clube da II Liga.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.