Académico de Viseu e FC Porto voltam a reencontrar-se esta quarta-feira, a partir das 20h45, agora no Estádio do Dragão, em encontro da segunda-mão das meias-finais da 80.ª edição da Taça de Portugal. Os 'dragões' vão tentar a sua 31.ª presença em finais da prova (venceram em 16 ocasiões), enquanto os viseenses tentam fazer história e chegar pela primeira vez ao jogo decisivo da 'prova rainha' do futebol português. Se o FC Porto vencer, irá alcançar a vitóroa 300 na Taça de Portugal.

O empate na primeira-mão deixa tudo em aberto para este jogo no Dragão, onde o FC Porto vai procurar marcar presença na final da Taça de Portugal pela segunda vez consecutiva. Os 'dragões' estão moralizados após a vitória no clássico com o Benfica em casa, que fez diminuir a desvantagem na liderança da Primeira Liga para quatro pontos.

Mexidas no onze do FC Porto após vitória no clássico

Para este jogo, Sérgio Conceição deverá voltar a fazer mexidas, embora não tantas como as que apresentou no onze que entrou no Estádio do Fontelo. A baliza deverá voltar estar entregue à Diogo Costa, guarda-redes titular nos jogos da Taça de Portugal e da Taça da Liga.

A defesa sofrerá mexidas. Pepe, que regressou frente ao Benfica mas voltou a lesionar-se, não deverá ser opção. Mbemba será a escolha natural, ficando por saber se Sérgio Conceição irá manter Marcano no onze ou se lançará o jovem Diogo Leite, titular no jogo da primeira-mão em Viseu. Manafá é uma das hipóteses nas laterais, dependendo do que Conceição quer: se lançar Saravia no onze (fez bom jogo em Fontelo), Manafá deverá ser desviado para a lateral esquerda, fazendo descansar Alex Telles. O mais provável é o brasileiro permanecer no onze já que o treinador não deverá querer mexer muito.

No meio-campo, Danilo é 'carta fora do baralho', ele que não está a cem por cento. Sérgio Oliveira deverá fazer dupla com Vitinha, descansando Uribe. Luis Diáz e Corona e Nakajima são homens que poderão aparecer no onze, que poderá ter Zé Luís na frente, ele que fez o golo do FC Porto no empate 1-1 na primeira-mão. Aboubakar está recuperado mas deverá ficar no banco.

FC Porto vs Benfica
Sérgio Oliveira abriu o ativo. créditos: EPA/ESTELA SILVA

Sérgio Conceição: "Não vamos poupar jogadores"

Sérgio Conceição garantiu que não irá ter uma abordagem diferente ao encontro, apesar de ir enfrentar uma equipa do segundo escalão em vésperas de uma importante deslocação a Guimarães para a I Liga. "Vamos abordar este jogo da forma que abordamos todos os outros encontros: preparados para vencer e estar na final da Taça de Portugal, no Jamor. É esse o nosso objetivo: Não vamos poupar jogadores. Vamos olhar para o estado físico de cada jogador e em especial dos que jogaram no último encontro. Quem estiver em condições e se achar que é a opção indicada para esta encontro, vai jogar, porque o jogo mais importante é sempre o próximo jogo", frisou.

"É sempre especial jogar finais e fazer um trajeto que permita chegar a esses momentos de grande decisão. Queremos muito estar, mais uma vez, na final da Taça de Portugal. Já tive oportunidade de lá estar enquanto treinador de dois clubes, já tive oportunidade de a ganhar enquanto jogador, e dá sempre um gostinho especial", admitiu.

Rui Borges: autocarro na garagem e fé nos jogadores

Na antevisão do encontro com os 'dragões', Rui Borges, técnico academista, garantiu que a sua equipa não terá uma postura super defensiva, ironizando que "o autocarro vai ao Dragão mas fica na garagem".

"É acreditar que é possível, e sermos fiéis ao que somos como equipa, e jogar com muita entrega e muita paixão", declarou. Quanto ao FC Porto que espera encontrar no Estádio do Dragão, o técnico dos beirões perspetivou um embate com "um FC Porto forte, independentemente de quem jogar", não acreditando que o esforço do adversário no clássico do fim de semana frente ao Benfica possa causar problemas de cansaço nos portistas.

"Virão fortes e a quererem resolver o jogo cedo", considerou, dando a receita para contrariar esse ímpeto inicial do FC Porto: "Temos que estar preparados para a intensidade e a qualidade que vão meter no jogo".

Histórico de encontros: domínio avassalador do Dragão

Ao todo, no conjunto de todas as competições. FC Porto e Académico de Viseu já se defrontaram 12 vezes. Os 'dragões' venceram dez e empataram duas ou seja, o Académico nunca bateu os 'azuis e brancos'. Tirando o empate da passada terça-feira, o único empate entre ambos tinha acontecido no terreno dos viseenses, em 1988. Antes do jogo da passada terça-feira (1-1), o ultimo frente-a-frente entre as duas equipas tinha ocorrido também para a Taça e Portugal, na temporada de 2001/02, então nos oitavos-de-final. O FC Porto venceu por 4-0 no terreno do adversário, com golos de Benni McCarthy, Hélder Postiga (2) e Clayton.

Para a Taça de Portugal este vai ser o quinto embate de sempre entre os dois clubes. O FC Porto venceu os três anteriores, mas precisou de recorrer ao prolongamento num deles. Foi em 1993/94, na quarta eliminatória, quando os 'dragões' acabaram por triunfar por 5-2 depois de um empate 2-2 no final dos 90 minutos.

Percurso até às meias-finais

Académico de Viseu:

2.ª eliminatória: Rabo de Peixe 0-1 Ac.Viseu
3.ª eliminatória: Ac.Viseu 3-1 Real SC
4.ª eliminatória: AC.Viseu 1-0 Feirense
Oitavos-de-final: Ac.Viseu 1-0 GD.Chaves
Quartos-de-final: Ac. Viseu 1-0 Canelas

FC Porto:

3.ª eliminatória: Coimbrões 0-5 FC Porto
4.ª eliminatória: FC Porto 4-0 V.Setúbal
Oitavos-de-final: FC Porto 1-0 Santa Clara
Quartos-de-final: FC Porto 2-1 Varzim

O jogo terá arbitragem de Manuel Oliveira e tem início marcado para às 20h45 desta quarta-feira, no Estádio do Dragão.

VÍDEO: Recorde como foi a primeira-mão

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.