O Sporting foi o primeiro dos ‘três grandes’ a entrar em prova na Taça de Portugal e não teve nenhum calafrio frente ao modesto ARC Oleiros. A equipa leonina triunfou por 4-2 e avança para a quarta eliminatória da Taça de Portugal. João Palhinha (2x), Rafael Leão e Matheus Oliveira fizeram os golos da vitória dos ‘leões’. Jackson e Djô Djô ficam na história do Oleiros como os jogadores que marcaram ao Sporting.

Na antevisão do encontro, Jorge Jesus tinha dito que jogar num sintético era uma mesmo que dar com um pau nos jogadores, mas os seus ‘leões’ entraram sem medo do piso para enfrentar o Oleiros num jogo de ‘David contra Golias’.

Face a um adversário do terceiro escalão do futebol português, o treinador do Sporting fez muitas alterações à equipa que entrou em campo. Gelson Dala e Podence foram os homens do ataque enquanto Petrovic foi adaptado a central para enfrentar os pupilos de Natan Costa.

O avançado angolano foi um dos jogadores mais ativos do lado do Sporting e chegou a estar perto do golo aos 24’ minutos. Antes, Matheus Oliveira já tinha atirado ao poste da equipa da casa. Deu mais Sporting sem qualquer presença ofensiva do Oleiros antes da meia hora.

Puxados para trás, a formação de Castelo Branco viu o clube leonino chegar ao golo inaugural. Aos 22’ minutos, João Palhinha aproveitou o erro defensivo dos centrais do Oleiros para atirar rasteiro para o fundo da baliza. Luís Pedro não pôde fazer para evitar o tento inaugural.

A vencer o Sporting manteve o controlo de jogo, mas desceu uma mudança para um ritmo cruzeiro em que se mantinha por cima do encontro atento a qualquer movimento da formação de Castelo Branco. Até ao intervalo ainda houve tempo para Matheus Oliveira marcar o 2-0 com um cabeceamento a curta distância depois de uma grande assistência de Daniel Podence.

Na segunda parte, Natan Costa fez duas alterações, mas o sentido do jogo não mudou. Os ‘leões’ continuaram por cima do comando de jogo sem deixar o Oleiros tentar algo mais da partida. No entanto, Jackson, melhor marcador da formação da casa, obrigou Salin a aplicar-se depois de um remate de longe. Na sequência do lance, a defesa leonina limpou qualquer perigo.

Aos 62’ minutos o Sporting dilatou ainda mais a vantagem com mais um golo de João Palhinha. O médio defensivo respondeu com um remate acrobático ao cruzamento com peso e medida de Podence para fazer o 3-0 em Castelo Branco.

O Oleiros ainda chegou ao seu primeiro golo perante uma equipa da Primeira Liga. Jackson manteve a veia goleadora que tem demonstrado nos últimos jogos e marcou a Salin depois de uma infelicidade de Petrovic. O sérvio escorregou e permitiu que o avançado fizesse o nono golo em nove jogos pela formação de Castelo Branco.

A três minutos do fim, Podence voltou a estar na génese de um golo do Sporting. O avançado foi lançado em velocidade, fintou dois elementos da defesa do Oleiros antes de, com muita classe, oferecer o golo a Rafael Leão que já tinha sido lançado por Jorge Jesus. Estreia com um golo para o jovem jogador leonino.

Nos últimos instantes, Djô Djô voltou a marcar para o Oleiros num lance de bola dividida. O tento do avançado foi muito festejado pelos adeptos da formação da casa que encheram os mais de dois mil lugares do Estádio Municipal de Oleiros.

Com este triunfo o Sporting garante a passagem para a próxima ronda da Taça de Portugal. Este foi o primeiro embate dos 'leões' na prova 'rainha' do futebol português visto que as equipa da Primeira Liga apenas entram em prova nesta fase. A questão agora passa por saber se amanhã os jogadores do Sporting vão estar com dores de ‘pauladas’ por terem jogado no sintético.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.