O treinador do Académico de Viseu, Rui Borges, disse hoje acreditar que "é possível" a sua equipa ganhar no Dragão ao FC Porto, e apurar-se para a final da Taça de Portugal em futebol.

FC Porto e Académico de Viseu, equipa da II Liga, encontram-se esta quarta-feira, em jogo da segunda mão da meia-final da competição, com os portistas em vantagem na eliminatória, depois do empate (1-1) no jogo em Viseu, mas Rui Borges garante que continua a sonhar em chegar ao Jamor, apesar de reconhecer que "a probabilidade é pequena" e pela frente vai ter "uma grande equipa".

"É acreditar que é possível, e sermos fiéis ao que somos como equipa, e jogar com muita entrega e muita paixão", declarou.

Quanto ao FC Porto que espera encontrar no Estádio do Dragão, o técnico dos beirões perspetivou um embate com "um FC Porto forte, independentemente de quem jogar", não acreditando que o esforço do adversário no clássico do fim de semana frente ao Benfica possa causar problemas de cansaço nos portistas.

"Virão fortes e a quererem resolver o jogo cedo", considerou, dando a receita para contrariar esse ímpeto inicial do FC Porto: "Temos que estar preparados para a intensidade e a qualidade que vão meter no jogo".

Apesar de o Académico de Viseu estar em desvantagem na eliminatória, e de precisar de marcar no Dragão, o técnico academista garantiu que a sua equipa não terá uma postura super defensiva, ironizando que "o autocarro vai ao Dragão mas fica na garagem".

Já Diogo Santos, experiente jogador dos viseenses, afirmou que o plantel está "tranquilo" e "com uma ansiedade boa", consciente de que "a equipa vai ter que marcar" no Dragão para continuar a sonhar com a presença no Jamor.

O jogo entre o FC Porto e o Académico de Viseu, referente à segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal, está marcado para esta quarta-feira, às 20:45, no Estádio do Dragão, no Porto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.