Carlos Vinícius voltou aos golos pelo Benfica na receção das ‘águias’ ao Vitória de Setúbal, no passado dia 28 de setembro, entrando aos 59 minutos e marcando o único golo da partida que deu os três pontos à equipa de Bruno Lage.

O jogador ainda não foi titular em nenhum dos jogos dos ‘encarnados’, situação que pode mudar na próxima sexta-feira.

Em Almada, frente ao Cova da Piedade, Lage pode apostar no avançado que tem uma excelente relação com a Taça de Portugal.

Isto porque dos quatro jogos que realizou na prova, o brasileiro só não marcou no seu primeiro jogo na prova (em 2017 quando ainda alinhava no Real Massama – derrota por 3-1 frente ao Merelinense).

De resto, fez sempre as redes adversárias abanar, no caminho para o Jamor.

Em 2018, já ao serviço do Rio Ave, marcou nos três jogos dos vilacondenses na prova.

Na 3.ª eliminatória, marcou dois golos na vitória frente ao Torreense (5-1), na 4.ª eliminatória repetiu a dose desta feita frente ao Silves (vitória por 7-0 em casa) e finalmente, voltou a estar com o ‘pé quente’ em Alvalade.

Nos oitavos de final da prova, o Rio Ave deslocou-se a Lisboa para defrontar o Sporting acabando derrotado por 5-2. Ainda assim, Vinícius marcou o segundo golo da equipa de Vila do Conde.

Na prova, e de acordo com dados publicados na edição impressa desta terça-feira do jornal ‘Record’, o jogador é o que apresenta melhor rendimento na prova quando comparado com os colegas de equipa.

O avançado brasileiro leva uma média 1,25 golos por jogo (cinco golos em quatro jogos) e o mais próximo de Vinicius é Conti que em dois jogos somou um golo (média 0,5 golos/partida).

No terceiro posto surge o lesionado Rafa com uma média de 0,36 golos por jogo, mas com sete vezes mais jogos que o brasileiro (10 golos em 28 jogos).

Com estes números, Vinicius aponta à primeira titularidade de 'águia ao peito', frente ao Cova da Piedade, na sua competição preferida.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.