Um golo de livre direto aos 98 minutos permitiu ao Domzale sair do Olival com um empate, em jogo da primeira-mão da segunda fase do caminho dos campeões nacionais, na UEGA Youth League. Foi um autêntico 'balde de água gelada' no Olival, já que o FC Porto tinha chegado à vantagem aos 94 minutos, pelo lateral direito Tomás Esteves. Os 'dragões' desperdiçaram inúmeras oportunidades desperdiçadas e acabaram por ser castigadas pela eficácia dos campeões da Eslovénia. A equipa campeã nacional e europeia neste escalão continua sem convencer sob às ordens de Tulipa.

A jogar no Centro de Treinos e Formação Desportiva, em Vila Nova de Gaia, os sub-19 do FC Porto desperdiçaram inúmeras oportunidades de golo frente aos eslovenos do Domzale, num jogo de sentido único mas nem sempre com as melhores decisões por parte dos comandados de Tulipa.

Aos 12 minutos, um centro de Fábio Vieira foi desperdiçado por Duarte Moreira, numa bola que devia ter dado golo. O mesmo Duarte Moreira voltou a falhar o alvo aos 40 minutos.

A segunda parte do FC Porto foi melhor. A equipa campeã europeia de sub-19 podia ter marcado aos 59 mas Levi Faustino falhou de forma escandalosa, um livre de Fábio Vieira, o homem das assistências.

À meia hora de jogo, uma das raras descidas dos campeões da Eslovénia, vai surgir uma grande penalidade que vai dar vantagem ao Domzale. O árbitro Nicolas Laforge da Bélgica entendeu que Rodrigo derrubou um adversário. Na conversão, Svetlin atirou a contar, com Meixedo ainda a tocar na bola.

Tulipa, que tem sido muito contestado pelo seu trabalho à frente dos sub-19 do FC Porto, tentou mexer com o jogo, lançando Johan Gomez e Francisco Conceição nos lugares de Gonçalo Borges e Mané aos 72 minutos.

Depois de tantos falhanços, Duarte Moreira lá marcou, aos 78, após boa jogada atacante, lançando assim a esperança dos campeões nacionais e europeus de sub-19 em ainda chegar à vitória.

Aos 94 minutos, após muita insistência na área, o lateral Tomás Esteves fez o 2-1, naquele que devia ser o golo da vitória. O árbitro, que tinha dado quatro minutos, deixou o jogo estender por mais uns minutos, por causa de substituições nos descontos e algumas pausas.

Se o penalti aos 60 tinha sido um 'balde de água gelada', que dizer do empate do Domzale, aos 98 minutos? Livre direto, a castigar mão na bola de Levi. Na conversão, Pisek atirou com conta, peso e medida, empatando a partida no Olival.

O FC Porto, que na primeira ronda eliminou os letões do Liepaja, discutirá a continuidade na prova na segunda mão, agendada para 27 de novembro, na Eslovénia.

Os ‘dragões’ disputam a competição através do ‘caminho dos campeões’ – a equipa sénior está na Liga Europa e não a dos Campeões – e se passarem esta segunda ronda juntar-se-ão num ‘play-off’ às equipas da fase de grupos.

O vencedor de cada ‘poule’ da fase de grupos apura-se diretamente e o segundo colocado vai disputar um ‘play-off’ com as equipas provenientes do ‘caminho dos campeões’.

Os jovens 'dragões' são superiores mas esta época tem sido atípica, pelo que tudo pode acontecer. De recordar que a equipa orientada por Tulipa tem estado abaixo das expetativas no Campeonato Nacional- Zona Norte- onde ocupa o 3.º lugar, atrás do SC Braga e Famalicão.

Ficha de jogo

- FC Porto: Francisco Meixedo, Tomás Esteves, Formose Mendy, Levi Faustino, Rodrigo Pinheiro, Manuel Mané (Johan Gomez, 72), Vítor Ferreira, Gonçalo Borges (Francisco Conceição, 72), Afonso Sousa (Tiago Matos, 90+6), Fábio Vieira e Duarte Moreira.

(Suplentes: Tiago Estêvão, Tiago Matos, Ruben Cardoso, Bernardo Folha, Seco Sani, Francisco Conceição e Johan Gomez).

Treinador: Tulipa.

- Domzale: Klemen Mihelak, Jost Urbancic, Ziga Dajcman, Miha Vrhovnik, Ivan Makovec, Benjamin Markus, Mark Ceh, Ziga Repas (Darko Mitrovicm 90+2), Tian Pantelic (Jost Pisek, 80), Dário Kolobaric e Tamar Svetlin.

(Suplentes: Lovro Stubljar, Andrija Radovanovic, Darko Mitrovic, Jaca Jupan, Anze Sojer, Jost Pisek e Tristan Ciglar).

Treinador: Darko Birjukov.

Árbitro: Nicolas Laforge (Bélgica).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Mark Ceh (44), Manuel Mané (45+1), Benjamin Marcus (58), Tomás Esteves (83) e Afonso Sousa (90+4).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.