O responsável do Comité Olímpico Internacional (COI) pela comissão de acompanhamento do Jogos Tóquio2020 mostrou-se hoje confiante na realização do evento, apesar da pandemia de Covid-19, e descartou que maio seja a data limite para um possível adiamento.

“Está tudo a decorrer para que os Jogos arranquem no dia 24 de julho, como está planeado” afirmou o australiano John Coates, que é também vice-presidente do COI, em declarações ao jornal Sydney Morning Herald.

Há um mês, Dick Pound, antigo vice-presidente do organismo, garantiu que maio seria a data limite para o COI tomar uma decisão sobre o cancelamento dos próximos Jogos Olímpicos, algo que Coates agora rejeita.

“Essa nunca foi a posição do Comité. Isso foi uma ideia pessoal do Dick Pound. Ainda faltam quatro meses”, lembrou Coates.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 6.400 mortos em todo o mundo.

O número de infetados ronda as 164 mil pessoas, com casos registados em pelo menos 141 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 245 casos confirmados. Do total de infetados, mais de 75 mil recuperaram.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.