A seleção cabo-verdiana de sub-16 goleou o Brasil por 5-0 e garantiu um lugar nas meias-finais do torneio de futebol, nos VIII Jogos Desportivos da CPLP.

Um empate bastava à Cabo Verde para passar à fase seguinte da prova mas os jovens crioulos trataram de mostrar que não estavam para empates e resolveram o jogo com uma mão cheia de golos.

Os comandados de Daniel Delgado entraram a pressionar forte, instalados no meio-campo brasileiro. E chegaram ao golo ao minuto 13, numa grande penalidade conquistada e convertida por Kevin Oliveira, o número 10 de Cabo Verde. O médio que pertence aos quadros do Benfica de Portugal atirou forte e colocado para o lado direito do guarda-redes brasileiro.

Com este primeiro tento, os cabo-verdianos "soltaram-se" no relvado e passaram a trocar melhor a bola. Aos 22 minutos Jeffrey Tavares poderia ter feito o 2-0, num remate à barra do Brasil mas no minuto seguinte Kevin Cruz não falhou. Cruzamento da direita e o central  que joga no Batuque FC  a atirar de cabeça para o 2-0.

A formação brasileira, que se apresentou nestes jogos da CPLP com uma equipa  da cidade de Goiás que venceu o torneio de futebol nos jogos escolares do Brasil, voltou a evidenciar as mesmas dificuldades que mostrou frente a Portugal, situação bem aproveitada por Cabo Verde.

Os pequenos "Tubarões Azuis", mais objetivos e organizados, foram para o intervalo a ganhar por 2-0. No segundo tempo, a frescura física do Brasil que perdeu ontem por 0-9 com Portugal, já não era a mesma. Cabo Verde aproveitou para criar várias situações de golo, com destaque para Jeffrey Tavares, que apareceu isolado em três ocasiões frente ao guarda-redes brasileiro mas a falhar o golo nas três ocasiões.

Aos 10 minutos do segundo tempo, Kevin Oliveira fez o terceiro de Cabo Verde e o segundo na conta pessoal, a encostar de "bico" para o fundo das redes, após passe do avançado Ailton Duarte.

O quarto golo cabo-verdiano foi o melhor de todos. Após várias tabelinhas, desde o lado esquerdo até ao centro, o avançado Ailton Duarte rematou colocado, de fora área, para um golo de belo efeito.

Por esta altura o Brasil já tinha "atirado a toalha ao chão", apesar de tentar o golo em várias ocasiões, sem nunca criar verdadeiras ocasiões para bater o guarda-redes e capitão de Cabo Verde, Ivan Cruz.

Foi com naturalidade que Cabo Verde chegou ao 5-0. Yuri Mascarenhas, número onze da formação azul e branca, fez um golo olímpico. Na marcação de um canto, colocou a bola diretamente na baliza, num remate em arco com o seu pé esquerdo.

Até o final Cabo Verde poderia ter feito mais golos mas o cansaço e as substituições, assim como a boa atuação do guarda-redes brasileiro, impediram que o resultado fosse ainda mais dilatado.

Cabo Verde passa assim às meias-finais, onde já está Portugal que venceu os dois jogos do seu grupo, onde estavam Cabo Verde e Brasil. Angola ou Timor-Leste, um deles será o adversário de Cabo Verde.

Onze de Cabo Verde: Ivan Cruz; Jair Garcia, Waldney Brito, Kevin Cruz e Osvaldo Martins; Jeffrey Tavaresd, Aldir Pires, Kevin Oliveira e Felisberto Tavares; Elton Monteiro e E Keven Furtado.

Onze do Brasil: Leonardo; Lucas, Mateus, Pablo Gabriel;  Murilo, Luís Otávio, Charleston, Yuri; Athila, Lucas Zanolla.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.