A brasileira Ivonette Balthazar, de 67 anos, participou no domingo numa corrida em homenagem ao antigo canoísta olímpico alemão Stefan Henze, que morreu acidentalmente durante os Jogos do Rio2016, de quem recebeu o coração.

"Estamos os dois aqui", disse Ivonette Balthazar, aludindo ao coração do vice-campeão olímpico de slalom C2 em Atenas2004, Stefan Henze, que morreu aos 35 anos de idade num acidente rodoviário durante os Jogos Olímpicos Rio2016.

A corrida de três quilómetros ao longo da praia de Copacabana foi o seu primeiro desafio desportivo desde a operação há 13 meses, tendo sido realizado sem qualquer assistência médica.

"O coração de um atleta olímpico bate em mim. É o coração de um jovem e, como tal, exige mais esforço físico do que o que eu costumava fazer”, explicou Ivanette Balthazar, algo nervosa e hesitante antes do início da corrida.

Com o decorrer da corrida, a brasileira, que sofreu uma crise cardíaca em 2012, na sequência de anos de consumo de tabaco, que levaram à substituição do coração, foi ganhando confiança e terminou os três quilómetros com um passo acelerado.

Ivonette Balthazar disse ainda que gostaria muito de conhecer a mãe de Stefan Henze, a quem deve a vida, mas admite que a concretização deste sonho será difícil de realizar, dada a tristeza que este encontro provocaria na alemã.

Dador de órgão, Stefan Henze salvou um total de quatro vidas, de pessoa que receberam o coração (Ivonette Balthazar), rins e fígado do atleta olímpico alemão, que morreu a 15 de agosto de 2016.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.