O técnico Filipe Cruz vai marcar a sua estreia no comando da equipa nacional sénior masculina no 26º Campeonato do Mundo de andebol, de 10 a 27 deste mês, na Dinamarca e Alemanha.

Duas vezes medalha de bronze nos campeonatos africanos Egipto'2015 e Gabão'2017, Filipe Cruz falhou a presença no mundial de França, em 2017. Na altura, por indicação federativa, deixou o comando dos masculinos para orientar a seleção feminina na conquista do CAN, decorrido na capital angolana.

Ao serviço do sete angolano masculino desde 2010, o também técnico do 1º de Agosto comandou o grupo nos Campeonatos Africanos do Cairo em 2010, Rabat'2012 e Argel'2014, sem se qualificar para o Campeonato do Mundo.

Angola, que entra na sua quarta participação na prova mundial, foi orientada na edição de 2005, na Tunísia, pelo búlgaro Nicolae Pirgov. Depois pelos os nacionais Beto Ferreira (Alemanha'2007) e Alexandre Machado (França'2017).

Filipe Cruz, de 48 anos de idade, liderou a seleção sénior feminina que ficou em oitavo lugar nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016, no Rio de Janeiro.

Ao serviço do 1º de Agosto, desde 2008, o treinador já conquistou todas as provas nacionais, designadamente, Taça de Angola, Campeonato Nacional, Supertaça Francisco de Almeida e Campeonato Provincial de Luanda.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.