Portugal perdeu esta tarde por 28-25 com a Islândia na segunda jornada do Grupo II da Fase Principal do Campeonato da Europa de Andebol de 2020.

Em Malmö, perante uma plateia dominada por adeptos da Islândia, Portugal não começou nada bem e viu o adversário chegar ao 4-0. Só aos nove minutos a seleção nacional foi capaz de marcar pela primeira vez, por Alexis. Os erros e o desprdício no ataque luso, porém continuaram e os islandeses foram aproveitando. Aos 11 minutos já vendiam por 7-1.

Aos poucos Portugal foi-se encontrando, com Cavalcanti em destaque, e reduziu distâncias. Aos 21 minutos Portugal já so pedria por dois golos de diferença (9-11). E foi com essa desvantagem de gois golos que Portugal foi para o intervalo, graças a um golo no último segundo do primeiro tempo - validado pelo VAR - que deixou o resultado em 14-12 a favor dos islandeses à saída para o descanso.

Depois de uma primeira parte em crescendo, Portugal entrou na segunda parte de forma completamente diferente ao que havia feito na primeira e marcou por duas vezes sem resposta, chegando ao empate (14-14), com o selecionador Paulo Pereira a apostar na já famosa arma do '7 contra 6'.

Portugal chegou mesmo a estar em vantagem, António Areia, na transformação de um livre de 7 metros, colocou a turma das Quinas a vencer por 17-16, mas a Islândia voltou a reagir, retomando a liderança no marcador. Chegou mesmo aos três golos de vantagem (22-19 à passagem do minuto 13 do segundo tempo).

Foi então que surgiu, em grande plano, aquela que tem sido talvez a figura maior de Portugal neste EURO2020 de Andebol: Quintana começou a brilhar na baliza de Portugal e os pupilos de Paulo Pereira voltaram a empatar. 22-22 com 12 minutos para jogar.

A partir daí, o equilíbrio foi a nota constante até ao final da partida. A três minutos do fim, Portugal perdia por um golo (26-25)

Com este resultado, Portugal mantém os dois pontos no Grupo II da Fase Principal da prova e vê-se alcançado pela sua adversária desta tarde, a Islândia. A presença nas meias-finais ainda é possível, mas ficou mais complicada para para a seleção nacional, que volta a entrar em campo terça-feira, pelas 15h00 (de Portugal continental) frente à Eslovénia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.