A seleção portuguesa estreia-se esta sexta-feira no Euro2020 de andebol, ao defrontar a França na cidade norueguesa de Trondheim, em jogo da primeira jornada do Grupo D da fase final, à qual regressa após 14 anos de ausência.

Portugal não terá tarefa fácil perante a equipa que conquistou a medalha de bronze no último Mundial, apesar de ter vencido os franceses há menos de um ano, por 33-27, em Guimarães, tendo sido depois derrotado em Estrasburgo, por 33-24, em jogos do grupo 6 de qualificação para o Europeu.

Gilberto Duarte marcou nove golos naqueles dois jogos, que ajudaram a fazer do lateral esquerdo o melhor marcador luso na fase de apuramento, mas o jogador do Montpellier lesionou-se ao serviço da equipa gaulesa e é o grande ausente entre os 18 convocados pelo selecionador Paulo Pereira.

O treinador lamentou a ausência do ponta esquerdo Fábio Vidrago, do lateral esquerdo Fábio Magalhães e do central Miguel Martins no treino de sexta-feira, por estarem a recuperar de uma gripe, o que deverá condicionar a utilização dos três jogadores.

A ‘equipa das quinas’ defronta a França no pavilhão Trondheim Spectrum, a partir das 18:15 (menos uma hora em Lisboa), antes de a anfitriã Noruega, vice-campeã mundial em exercício, defrontar a estreante Bósnia-Herzegovina, no segundo encontro do agrupamento D.

Portugal, que disputa pela sexta vez o Europeu (no qual tem como melhor resultado o sétimo lugar alcançado em 2000, na Croácia), defronta os bósnios no domingo e encerra a participação na fase inicial da prova na terça-feira, frente aos noruegueses, sempre em Trondheim.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.