OFC Porto derrotou o Sporting por 33-31, em jogo da nona jornada do Nacional de andebol.

Apesar da margem final do desfecho ser de apenas dois golos, a equipa de Ljubomir Obradovic nunca sentiu que poderia perder o encontro, pois manteve sempre o Sporting à distância de cinco ou seis golos nas fases cruciais da partida.

A vantagem portista à passagem dos primeiros 10 minutos era tangencial (5-4), destacando-se, então, uma defesa "leonina" muito agressiva, como o espelham três cartões amarelos mostrados a atletas do Sporting até aos 12 minutos.

Mais eficazes no ataque, os "dragões" ainda contaram com o acerto do guarda-redes Hugo Laurentino, que defendeu, entre os 10 e os 20 minutos, vários remates adversários

Aos 20 minutos, a vantagem portista cifrava-se nos cinco golos, com Gilberto Duarte em destaque (seis golos na primeira parte) no plano da concretização.

A suspensão, por dois minutos, de Hugo Rosário e um período de menor concentração da equipa de Obradovic permitiu aos "leões" diminuir a desvantagem para um golo 11-10, à passagem do minuto 25, quedando-se nos dois de diferença ao intervalo.

Os "dragões" protagonizaram um arranque tremendo na segunda parte e, em três minutos, marcaram cinco golos, conseguindo a maior vantagem, até então, no jogo (18-11).

Entre os quatro e os seis golos de diferença, a equipa da casa foi gerindo a vantagem e o esforço, enquanto o Sporting procurava equilibrar o encontro, o que ia conseguindo sempre que Rui Silva entrava – foi o melhor marcador dos "leões", com oito golos.

Mas, Gilberto Duarte e Wilson Davyes estavam em "tarde sim" no que diz respeito à pontaria, com destaque para o internacional português, que conseguia marcar quer da meia distância, quer "furando" a defesa "leonina" em força e velocidade.

A quatro minutos do fim, Obradovic viu-se obrigado a pedir um desconto de tempo, pois o Sporting logrou marcar três golos seguidos, reduzindo para três a vantagem dos portistas (31-28).

O momento de renovação estratégica susteve o último fôlego do Sporting, mas não teve melhoras significativas, acabando o FC Porto por vencer por 33-31.

Os portistas Gilberto Duarte (Revelação) e Wilson Davyes (Atleta de Alta Competição) receberam, ainda antes do início do encontro, os troféus de Dragão de Ouro para cada um dos critérios referidos, entregues pelo presidente do FC Porto, Pinto da Costa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.