A seleção portuguesa de andebol, grande surpresa do Euro2020, foi ela própria surpreendida com a visita de Gilberto Duarte, o melhor jogador nacional, a quem uma lesão privou de ajudar Portugal a "fazer o que ninguém na Europa espera".

"É um momento especial estar aqui presente e poder demonstrar o meu apoio. Não sabiam que eu vinha e foi engraçada a reação de alguns. Não sabia como iria reagir, sinceramente, mas estou a sentir-me bem, a ver este ambiente", disse Gilberto Duarte à comunicação social portuguesa.

O lateral esquerdo, de 29 anos, chegou na segunda-feira à cidade norueguesa de Trondheim, anfitriã do Grupo D na fase preliminar, precisamente, um dia depois de a ‘equipa das quinas' ter conquistado o apuramento para a ronda principal, deixando pelo caminho a França, uma das potências da modalidade.

Só Gilberto Duarte pareceu capaz de surpreender os jogadores portugueses, que totalizam duas vitórias no torneio, sobre os franceses (28-25), na sexta-feira, e a Bósnia-Herzegovina (27-24), no domingo, dia em que se apuraram para a segunda fase, graças também ao triunfo da Noruega sobre a França.

"Já passaram a ronda principal. São uma das 12 equipas que podem ganhar o Europeu. No início, eram 24 e agora são 12. Passo a passo, ultrapassando obstáculo a obstáculo, podem fazer o que ninguém na Europa espera", advertiu.

O jogador lesionou-se no joelho esquerdo ao serviço do Montpellier, depois de ter sido o melhor marcador luso durante a fase de qualificação, com 23 golos, num grupo em que Portugal também derrotou por uma vez a seleção francesa, detentora de seis títulos mundiais, três europeus e duas medalhas de ouro olímpicas.

"Treino com eles há muitos anos, por isso, o que estão aqui a fazer não me surpreende, porque sei a qualidade deles. Só estão a mostrá-la a toda a Europa, mas não estão a fazer mais do que eu já conhecia. Estão a um nível europeu", reforçou.

Gilberto Duarte considerou que os habituais colegas de seleção estão a "fazer uma campanha do outro mundo", que o levou até a brincar com a data do regresso à competição, prevista para fevereiro, afirmando estará apto a tempo de disputar os... Jogos Olímpicos.

O lateral esquerdo deixou um aviso ao central norueguês Sander Sagosen, que disse desconhecer os jogadores portugueses, na véspera do confronto entre as duas seleções, decisivo para a conquista do Grupo D e de dois pontos para a ronda principal: "Se não conhece, hoje vai passar a conhecer, de certeza absoluta".

Após 14 anos de ausência, Portugal está a disputar pela sexta vez a fase final do Europeu, no qual tem como melhor resultado o sétimo lugar alcançado em 2000, na Croácia, encerrando hoje a participação da ronda preliminar frente à seleção anfitriã, vice-campeã mundial, em jogo com início às 20:30 (19:30 em Lisboa).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.