A Federação Internacional de Judo (FIJ) suspendeu hoje de todas as suas competições a federação do Irão, acusada de pressionar um atleta a perder nos mundiais do Japão, para evitar que este combatesse com um israelita.

“As ações alegadas são suficientemente sérias para considerar a aplicação de uma suspensão como medida de precaução. A comissão nota que ações semelhantes foram observadas no passado (...) e tem fortes razões para acreditar que a federação iraniana persistirá com essas práticas”, justifica a FIJ.

Saeid Mollaei, campeão do mundo em título em -81 kg, perdeu sucessivamente nas meias-finais e depois na luta pelo terceiro lugar, concluindo a prova em quinto - o judoca de 27 anos explicou que foi pressionado pelas autoridades do seu país a evitar lutar com Sagi Muki, israelita que levaria o ouro no final de agosto, em Tóquio.

“Com base nisso, a comissão disciplinar da FIJ suspende provisoriamente a federação iraniana de judo de todas as competições (...) organizadas sob os seus auspícios, até decisão final da comissão sobre este caso”, refere o organismo.

A instituição persa pode recorrer desta decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) no prazo de 21 dias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.