Os Jogos do Mediterrâneo, previstos para 2021 na cidade argelina de Orão, foram adiados para 2022 devido à alteração das datas dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 e à pandemia da COVID-19, anunciou hoje o ministro argelino do Desporto.

“O governo argelino e o comité organizador dos Jogos do Mediterrâneo tomaram a decisão comum de adiar, por um ano, os Jogos de Orão, para 2022”, revelou Sid Ali Khaldi.

A 19.ª edição desta competição multidesportiva, que junta 26 países mediterrânicos e dos Balcãs, incluindo Portugal, deveria realizar-se entre 25 de junho e 05 de julho de 2021.

“Este adiamento é motivado, principalmente, pela preocupação comum de reorganizar a sua periodicidade, tendo em conta o calendário olímpico, para melhor a qualidade dos Jogos e a sua influência, além de preservar a saúde dos atletas e garantir a preparação ideal para este importante evento desportivo”, justificou o governante.

A comissão organizadora de Tóquio2020 anunciou na segunda-feira que os Jogos Olímpicos vão realizar-se entre 23 de julho e 08 de agosto de 2021, praticamente um ano depois das datas previstas.

Os Jogos Olímpicos estavam marcados para decorrerem entre 24 de julho e 09 de agosto de 2020, mas foram adiados em um ano, devido à pandemia da COVID-19.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da COVID-19, já infetou mais de 791 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 38 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 163 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, que está em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril, registaram-se 160 mortes e 7.443 casos de infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.